[Talento NES] Jovem morador do Nordeste faz sucesso com “desenhos digitais”

Jovem usa do lúdico para transformar realidades nas redes sociais

“Seja a mudança que você quer ver no mundo”. A frase de Gadhin pode até ter se tornado um tanto clichê, mas é a mais pura realidade se tratando de sonhos. Nesse contexto de busca de um mundo melhor e mais igualitário, se encontra o jovem estudante de 18 anos, Geovanne Mazzei, que por meio dos seus desenhos, tem ajudado a transformar sua realidade e de tantos outros jovens.

 Quem nunca se debruçou nas fabulas, contos ou enredos que traz os superes heróis com poderes especiais que aniquilam seus arqui- inimigos? Então, os vilões mudam de nomes e alvos na ficção, mas no nosso dia a dia não difere, neste caso são: a corrupção, falta de oportunidades, preconceitos de todas as esferas, desigualdade social, e tantas outras barreiras.

Através do seu talento jovem morador da rua do Norte tem usado o seu dom artístico para chamar à atenção sobre os descasos sociais. Segundo seus relatos desde pequeno sua brincadeira predileta era desenhar. Atividade essa que o acompanhou e tomou maiores proporções.   

Fazendo parte do grupo que corresponde mais da metade da população verde e amarela que se dedicam mais de oito horas por dia buscando diversão a frente da televisão, acompanhando com fervor e fidelidade as telenovelas brasileiras, essa é considerada fontes de referencias e inspirações para Geovanne.“As novelas, em especial Avenida Brasil e os seus personagens, formam meus principais estímulos. Meu nicho literário são o suspense e ficção”, elucida.

  Esses elementos foram o prato cheio para o nosso talento Nes se encantar cada vez mais pela arte. Buscando especialização, se formou em Design Gráfico, e assim, tirou seus rabiscos do papel e ganhou as telas digitais. “Passei a dar vida aos meus personagens. Com histórias e todo um enredo discursivo e reflexivo”, revela.

 Como diz a ativista da paz, cineasta e cantora Yoko Ono: “Um sonho sonhado sozinho é um sonho. Um sonho sonhado junto é realidade”, e foi nessa busca do concreto que Geovane contou com o apoio dos amigos, e a cada novo dia a serie ganhava corpo. Seus parceiros emprestaram suas vozes.  “Mais de seis pessoas dublam e atuam. Tudo feito pela internet. Sou mil e um. Elaboro o texto, desenho, produzo, roteirizo, digitalizo, sonoplasta   e os meninos dramatizam e finalizo cada episódio. Tem músicas da novela. Principalmente de suspense.”, comenta sobre o processo de criação.  

A serie “Vivaz’ esteou em junho do ano vigente, e já tem cinco episódios disponíveis no canal do Youtube Mazzei Comics e no instagram @mazzeicomics que narra às aventuras e os desdobramentos de Livia, Naomi, Zé Carlos, Toni, Akira e toda sua trupe.

Engana-se que pensa que Geovane quer parar por aqui. “Vou além. Quem sabe minha série vai passar em algum canal de televisão, ou até mesmo em alguns serviços de filmes e series na internet, alias, quero escrever ou produzir filmes e novelas. A serie retrata a pluralidade, contendo suspenses e muito mistérios”, relata.

Questionado pela reportagem a cerca dos desafios enfrentados pela falta de recursos e equipamentos para levar o projeto ao ar, o menino foi categórico: “Acredito que a cada dia venço um obstáculo, e desejo que cada dia mais pessoas acompanhem e valorizem o trabalho de um irmão por ser da mesma comunidade  que diante do contexto de discrepância, pois existe pouco  investimento, quando se compara as grandes produções nacionais, mas que assim, leva o melhor para entreter as famílias, além de deixar uma mensagem empoderante”, finaliza.   

Canal no Youtube– Mazzei Comics

Instagram: @mazzeicomics

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.