Site de traição registra mais de 19 mil novos usuários brasileiros na quarentena

Foto: Divulgação

O site Ashley Madison, conhecido por ajudar pessoas comprometidas a marcarem encontros, registrou um aumento diário de 19 mil novos usuários desde o início da quarentena promovida pelo novo coronavírus. Na plataforma de traição, que já é bastante popular ao redor do mundo, o Brasil ocupa o segundo lugar em número de inscritos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Em 2015, o Ashley Madison se envolveu em um polêmico vazamento de dados, mas a eventualidade não impediu que novos usuários aderissem à ideia de iniciar um relacionamento extraconjugal. O site pode ser acessado em sua versão web ou por aplicativos para Android e iOS.

O diretor de estratégia social da plataforma, Paul Keable, afirmou que o aumento das inscrições era esperado pois o período de isolamento social “expõe problemas de convivência”, assim como acontece nos feriados de final de ano. “Quando as pessoas passam as festas de fim de ano com suas famílias, diversos problemas de convivência acabam sendo expostos ou ficam mais evidentes. Assim, no início do ano, muitos decidem fazer mudanças em suas vidas para serem mais felizes”, afirmou.

“Nas primeiras semanas de quarentena, houve uma queda no número de novos usuários, como uma reação às mudanças profundas e sem precedentes que aconteceram no mundo. No entanto, conforme o tempo passou, a convivência direta com os parceiros fez muitas pessoas perceberem que suas necessidades já não combinavam mais. Por isso, elas fizeram escolhas que as deixassem mais felizes”, explicou.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.