Prefeitura anuncia programa de rastreio e acompanhamento de pacientes com coronavírus

Batizada de Salvador Protege, a iniciativa seguirá após pandemia, para atendimentos de rotina

(Foto: Max Haack/SecomPMS)

O prefeito ACM Neto anunciou hoje (17), durante transmissão ao vivo, um novo projeto para o sistema de saúde em Salvador. Batizado de Salvador Protege, em meio à pandemia de coronavírus o programa irá rastrear o caminho dos casos e bloquear a transmissão. Começo da iniciativa será imediato em 22 unidades básicas. 

Para casos suspeitos da Covid-19, será feito o acolhimento na Unidade Básica de Saúde e avaliação do paciente, em ala protegida e exclusiva para esta finalidade. Caso não haja necessidade de internamento, a pessoa será enviada para isolamento em casa e será feito um acompanhamento remoto, por teleatendimento a cada 48 horas. Se houver algum agravamento dos sintomas, o Samu 192 deverá ser solicitado e irá até a residência para uma nova consulta presencial. O monitoramento segue até que o paciente receba alta. 

Além disso, será feito um trabalho de rastreamento, identificação e avaliação de todas as pessoas que tiveram contato com o doente nos últimos dois dias. O programa será implantado nas 149 UBS da capital, de forma gradual. 

Neto explicou ainda que a iniciativa terá papel fundamental no combate à Covid-19, mas que continuará após a pandemia. “O programa começa a ter aplicação agora no enfrentamento do coronavírus, mas é um projeto que vem para ficar como conquista permanente dos nossos sistema de saúde. Talvez seja o passo mais significativo que nós vamos dar nesse trabalho de atenção básica”, disse o gestor. 

Os atendimentos de rotina vão oferecer o mesmo acompanhamento para Saúde Materno-Infantil, do Idoso, Mental, além de para portadores de doenças falciformes ou de HIV, Hepatites Virais e Sífilis. 

Confira os bairros onde as ações terão início a partir de hoje:

O contato com os pacientes será através de aplicativos de mensagens, telefone, visitas domiciliares e pelo app Vida+Cidadão. 149 unidades de saúde em 12 distritos sanitários, com 339 equipes de saúde da família, farão parte do programa. Inicialmente, 20 bairros serão contemplados, atingido 256 mil pessoas, que terão atendimento de 1.551 profissionais.

– Alto do Coqueirinho
– Arenoso
– Boca do Rio
– Cajazeiras IV
– Cajazeira V
– Canabrava
– Candeal Pequeno
– Doron
– Fazenda Grande do Retiro
– Garcia
– Itapuã
– Jardim Nova Esperança
– Massaranduba 
– Mata Escura
– Pau da Lima
– Pelourinho
– San Martin
– São Marcos
– Sete de Abril
– Vale do Matatu / Luís Anselmo

Como acontecerá o acompanhamento remoto:

O profissional de saúde da unidade vai ligar para a pessoa com suspeita de Covid-19 e:

– Avaliar o estado de saúde do paciente a cada 48h
– Orientar e monitorar a realização adequada do isolamento domiciliar
– Identificar, rastrear e avaliar a situação das pessoas que tiveram contato com o doente nos dois dias antes do início dos sintomas (impedir transmissão)
– Se a pessoa evoluir sem complicações no acompanhamento remoto: alta segura
– Se evoluir com complicações, acionar o Samu para avaliação imediata e encaminhamento seguro para Unidade de Emergência

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.