Nutricionista ressalta importância da alimentação saudável durante a pandemia

Nutricionista Eliane Santos — Foto: Eliane Santos/Arquivo Pessoal

Frutas, verduras e legumes estão entre os principais aliados do sistema imunológico.

Em tempos de pandemia e distanciamento social, preocupações relacionadas à saúde e bem-estar da população são cada vez mais frequentes. Diante de tantas mudanças e adaptações, os cuidados com a alimentação não devem ser deixados em segundo plano.

De acordo com a nutricionista Eliane Santos, o comprometimento do sistema imunológico está entre os principais riscos provocados pela manutenção de uma alimentação inadequada. “É através da alimentação que damos ao nosso corpo os nutrientes necessários para fazer as atividades rotineiras do dia a dia e, em tempos de pandemia, uma alimentação inadequada poderá deixar o indivíduo com o sistema imunológico, nosso sistema de defesa, mais vulnerável”, explica.

Embora não existam comprovações científicas acerca de alimentos capazes de combater o novo coronavírus, a especialista recomenda algumas estratégias alimentares para reforçar a defesa do organismo. “Alimentação com o máximo de alimentos in natura, aumentar a ingestão de água, apostar nos alimentos fontes de vitamina C, pois atuam como antioxidantes contra os radicais livres, alimentos verde-escuros, que são ótimas fontes de ferro e cálcio, consumir as oleaginosas, como as castanhas, comer fontes de gorduras boas, como, por exemplo, a sardinha, que é uma proteína bastante acessível e, de preferência, seguir uma rotina alimentar colocando esses alimentos no dia a dia”, sugere.

Segundo Eliane, além das estratégias alimentares ricas em vitaminas e nutrientes, rotinas adequadas de sono também atuam como elementos capazes de reforçar o sistema imunológico. “Um indivíduo que possui um sono adequado, certamente, estará mais protegido, prevenindo doenças virais. A melatonina produzida enquanto dormimos é responsável pelo fortalecimento do sistema imunológico. Quem dorme menos de sete horas por noite está mais propenso a contrair resfriados e doenças relacionadas devido à diminuição da imunidade. Isso, porque quando a gente dorme menos ou dorme mal, nosso corpo acaba liberando o hormônio do estresse, o cortisol, e esse hormônio, em excesso, faz com que nosso sistema imunológico fique um pouco mais enfraquecido”, diz.

A nutricionista também alerta para os cuidados com o consumo de polivitamínicos. “Particularmente, só recomendo polivitamínicos no último caso e só depois de avaliar a situação do paciente para saber se realmente ele precisa, quais as deficiências nutricionais dele e em quais quantidades deverá ser a posologia. Prefiro sempre recomendar o aumento da ingestão de frutas, verduras e legumes, pois eles sim possuem alta carga de nutrientes, vitaminas e minerais capazes de atuar no nosso sistema imunológico”, afirma.

COMPARTILHAR
Gabriela Araújo
Estudante de jornalismo e criadora de conteúdo digital. Acredita na ressignificação das coisas como ponto de partida para a evolução coletiva e pessoal.