Neto afirma que Salvador pode ficar sem ônibus com ar-condicionado

“Aprovação do ISS significa R$ 0,12 da tarifa, se ele não for aprovado, a tarifa aumentará R$ 0,12", disse o prefeito

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou, nesta segunda-feira (8), que Salvador pode ficar sem a frota de coletivos com ar-condicionado caso a Câmara de Vereadores não aprove a isenção do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) da tarifa do ônibus, que atualmente custa R$ 4 na capital baiana. 

“Aprovação do ISS significa R$ 0,12 da tarifa, se ele não for aprovado, a tarifa aumentará R$ 0,12. Aí os vereadores vão fazer a opção: dar o subsídio indireto ou aumentar a tarifa ou não tem ônibus novo na cidade. Os ônibus já estão comprados, inclusive. Entre os dias 20 e 23, eu vou fazer a entrega de ônibus novos. Só que, se o projeto for rejeitado e não houver aumento de tarifa, não pode ter ônibus novo porque os empresários não vão ter condições de pagar o financiamento dos veículos”, afirmou Neto ao site BNews

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.