‘Não cogito nesse momento abertura das praias’, diz ACM Neto

Reabertura só deve acontecer após consolidação da fase 1 e 2 da retomada

Praia do Flamengo (Tiago Caldas/Arquivo CORREIO)

O prefeito ACM Neto afirmou nesta segunda-feira (27) que ainda não há perspectiva de reabertura das praias de Salvador, o que só deve acontecer depois que a segunda etapa da retomada econômica estiver consolidada – a cidade começou a primeira etapa na sexta (24). “Não é o momento ainda de falar de reabertura de praias”, disse, Neto, durante evento com jornalistas para anunciar novas medidas econômicas.

Neto foi questionado se as praias seriam liberadas para atividades físicas na fase dois, quando as academias poderão voltar a funcionar. Ele afirmou que isso não vai acontecer, porque seria difícil garantir que o espaço não fosse tomado por banhistas.  “Não é fácil a gente fazer a abertura das praias apenas para atividades físicas. Se isso fosse possível, sem que implicasse na possibilidade do sujeito ir tomar banho de mar, cerveja na praia, de colocar ali seu sombreiro pra passar o dia… “, afirmou.

O prefeito lembrou que Salvador tem muitas praias e que o trabalho de fiscalização exigido inviabilizaria acompanhar outras atividades. “É muito difícil. Salvador tem uma das maiores faixas de litoral dentre todas as capitais do Brasil. É muito difícil fiscalizar. Precisaria mobilizar toda minha equipe, que hoje tem que acompanhar protoclo de shopping, comércio, bairros que estão com medidas restritivas. Teria que abrir mão de todo resto da fiscalização e concentrar apenas para fiscalizar as praias, se eu fosse permitir a prática de exercícios físicos exclusivamente”, explicou.

Quando ocorrer, a reabertura das praias deve ser tanto para prática esportiva quanto para uso de banhistas, afirmou. Mas ele deixou claro que isso não tem data prevista. “Eu não cogito nesse momento abertura das praias. Acho que antes devemos primeiro consolidar a fase um, que começamos na sexta. Vamos ver como se comporta a cidade, como se comportam os índices, número de casos, pressão nas UPAs, ocupação das UTIs. Depois que passar pela fase 1, aí a gente entra na fase 2. Aí vamos entender de maneira mais completa como a cidade está adaptada a essas regras”, afirmou.

O prefeito disse que o retorno de bares, restaurantes e salões de beleza é mais importante que a volta das praias, em sua opinião, pelo impacto econômico. “Tem muitas pessoas paradas por conta da suspensão dessas atividades”, diz. Só depois de ver como a cidade estará após essa abertura mais ampla, “consolidando fase 1 e fase, a gente decide praias”. 

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.