Governo Bolsonaro tira R$ 83,9 milhões do Bolsa Família para expandir publicidade

Recursos seriam destinados às famílias carentes da região nordeste; fila de espera do programa superou 430 mil pedidos

Foto: Agência Brasil

O governo de Jair Bolsonaro publicou portaria que retira R$ 83,9 milhões do programa Bolsa Família para expandir a publicidade institucional. Os recursos seriam destinados às famílias carentes da região nordeste.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, a fila de espera do programa social superou, entre abril e maio, 430 mil pedidos. Com o montante cortado do orçamento, 70 mil famílias poderiam ser atendidas no segundo semestre do ano.

A portaria foi assinada por Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, e dá mais poder a Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação do Palácio do Planalto. Wajngarten, no entanto, é suspeito de usar politicamente o cargo.

Ainda segundo a Folha, a cobertura do Bolsa Família no Norte e no Nordeste segue abaixo do registrado em maio de 2019. No período, o programa registrou recorde de famílias atendidas.

Por outro lado, Sul e Sudeste ganharam mais investimentos no programa. Há um ano, o governo Bolsonaro fez uma série de cortes no Bolsa Família e travou a entrada de novos beneficiários.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.