Estudo prevê 895 mortes por coronavírus em Salvador até 1º de junho, afirma secretário de Saúde

Um estudo feito pelo Centro de Operações de Emergências (COE) mostrou que 895 pessoas irão morrer pela Covid-19 em Salvador até o dia 1º de junho.

A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates, nesta segunda-feira (27), em entrevista ao apresentador José Eduardo, no jornal da Cidade II Edição, da rádio Metrópole.

Segundo o secretário, o dado foi divulgado durante uma reunião de projeção da análise do número de óbitos, para não faltar caixão na cidade.

 “Foi a reunião mais triste da minha vida. Eu tenho 42 anos, 22 anos na vida pública e lhe confesso que hoje estou com a energia em baixa. Claro que temos a consciência e humildade que não somos Deus, mas quanto mais vidas a gente puder salvar, estarei realizado. Não dá para fazer nenhuma análise de afrouxamento das medidas agora. Estamos nos preparando para o pior”, disse o secretário.

Questionado se a prefeitura comprou um terreno para montar um novo cemitério na cidade, Leo Prates não confirmou, mas disse que a prefeitura está discutindo medidas para evitar um colapso.

“Estamos nos preparando para não acontecer o que está acontecendo em Manaus. Esperamos que as previsões não se realizem, pois as medidas restritivas são para isso. Esperamos que essa projeção não se realize”, pontuou.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.