Empresas se unem para montar fábrica de vacinas nacional

Instalações, que possibilitarão a produção de 100 milhões de doses, serão doadas para a Fiocruz

Empresas brasileiras e seus braços na área social anunciaram um trabalho conjunto na construção de uma fábrica para a produção de vacinas contra a Covid-19. O empreendimento terá capacidade instalada para processamento de 100 milhões de doses e será doado à Fiocruz.

Inicialmente será construído um laboratório para a realização dos testes pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz). A estrutura será financiada pela Ambev, Americanas e Stone, além de
Itaú Unibanco (Todos pela Saúde), Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e a Behring Family Foundation.

A vacina que será produzida na unidade é a que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, junto ao laboratório farmacêutico britânico AstraZeneca e testes sendo feitos também no Brasil. A unidade erguida e equipada pelas empresas vai receber até 100 milhões de doses do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para processamento final (formulação, envase, rotulagem e embalagem), dentro de um acordo de encomenda tecnológica respaldado pelo governo.

Após os testes, a vacina submeterá seu dossiê de registro aos órgãos governamentais. A partir desse deferimento, as doses produzidas serão disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI)/ Ministério da Saúde, para imunização da população de acordo com a sua estratégia.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.