Colégio Estadual Odorico Tavares fecha oficialmente em Salvador

O fechamento ocorreu mesmo após manifestações e ocupação de ex-alunos e funcionários

Depois de uma ocupação de alunos e funcionários e muitas manifestações contra o fechamento do Colégio Estadual Odorico Tavares, a unidade, do Corredor da Vitória, área nobre de Salvador, foi fechada oficialmente na noite desta quinta-feira (23).

O processo foi acompanhado pela guarnição da Polícia Militar e, no mesmo dia, o requerimento para venda da área que o colégio ocupa foi aprovado.

Como justificativa para o fechamento e venda do local, o Governo do Estado alegou que o local estava descuidado, além de ter poucos estudantes matriculados, apenas 176 alunos, mesmo tendo capacidade para 3,6 mil estudantes.

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC), todos os 176 alunos matriculados têm vagas garantidas em escolas próximas. Em nota, a SEC cita o Colégio Estadual Manoel Novais (Canela), o Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas (Nazaré) e o Colégio Estadual da Bahia (Nazaré).

O terreno que o colégio ocupa será propriedade da empresa que financiar a construção de mais escolas nas áreas periféricas de Salvador.