Governador da Bahia anuncia pagamento de contas de água por três meses para famílias no cadastro social da Embasa

Segundo Rui Costa, medida será adotada nos próximos três meses e deve atingir 860 mil pessoas em todo o estado.

Governador da Bahia, Rui Costa, em coletiva de imprensa — Foto: Reprodução / Youtube

O governador da Bahia, Rui Costa, anunciou em coletiva concedida no início da tarde desta quinta-feira (2) que o estado pagará as contas de água de famílias que estão no cadastro social da Embasa e consomem menos de 25 metros cúbicos durante o mês. A medida é uma das ações voltadas para socorrer a parcela mais pobre da população dos efeitos econômicos provocados pela pandemia de coronavírus.

Segundo Rui Costa, a medida será adotada nos próximos três meses e deve atingir 860 mil pessoas em todo o estado.

“Nós vamos enviar para a Assembleia um projeto de lei garantindo o pagamento das famílias que estão no cadastro social e que tem esse consumo. Terão a conta paga pelo governo por 90 dias. Isso significa recurso imediato nas mãos das pessoas. Sei que muita gente fala que está suspenso o corte, mas as pessoas que precisam de água e energia pensam que depois de 90 dias podem ter a água e energia cortada. O governo assumiu que vai pagar essas contas. Estamos falando de 860 mil pessoas beneficiadas”, disse o governador.

O governo do estado já havia anunciado na última quarta-feira (1) que pagaria a conta de luz de famílias com consumo inferior a 80 quilowatts também por 90 dias.

“O que buscamos são medidas eficazes de custo baixo para a sociedade. Principalmente pensando na logística. Ontem anunciei uma medida de custo expressivo, pagamento da conta de energia. Dá 2 milhões e 700 mil pessoas na Bahia, que terão pagamento por três meses feito pelo governo do estado. Para isso, a pessoa precisa consumir até 80 quilowatts. Se você conseguir economizar, terá a conta paga pelo governo do estado. Olhando a média dos últimos meses, estamos falando de 687 mil residências. É o valor de uma cesta básica. Dinheiro imediato que a pessoa, ao invés de pagar conta de luz, compra comida”, afirmou Rui Costa durante a coletiva de imprensa.

“Isso custará mais de R$ 50 milhões ao Governo do Estado. Passa de R$ 50 milhões de transferência de renda para famílias extremamente pobres”, acrescentou.

Conforme o último boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no final da tarde de quarta-feira (1), mais de 240 pessoas estão contaminadas pelo novo coronavírus no estado. Além disso, três mortes já foram registradas por causa da doença. O primeiro registro foi no domingo (29). A segunda morte ocorreu na segunda-feira (30). O terceiro óbito foi confirmado na manhã desta quinta-feira (2).

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.