Estudo de Oxford associa hidroxicloroquina ao agravamento de casos de Covid-19

A Universidade de Oxford, no Reino Unido publicou ontem (16) resultados preliminares de um estudo que associou o uso da hidroxicloroquina a piora do quadro e morte pela Covid-19 em 1,5 mil pacientes com a doença. A informação foi divulgada pelo portal G1.

“Embora preliminares, esses resultados indicam que a hidroxicloroquina não é um tratamento eficaz para pacientes hospitalizados com Covid-19”, dizem os cientistas de Oxford.

De acordo com o estudo, que ainda não passou por revisão de outros cientistas, a hidroxicloroquina não reduziu a mortalidade e foi associada a períodos de internação mais longos e risco aumentado de morte ou necessidade de ventilação mecânica para o paciente.

Os ensaios que testavam o medicamento contra a doença fazem parte do conjunto de testes clínicos “Recovery”, que analisa vários remédios para a Covid em 11 mil pacientes britânicos.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.