Covid: veja quais atividades são as mais arriscadas

Fotos: Max Haack/Secom

Extra

Com a flexibilização da quarentena, muitas pessoas têm se permitido sair de casa com mais frequência. Mas antes de colocar o pé na rua, é preciso medir o potencial risco de contaminação pelo novo coronavírus. Para ajudá-lo nesta missão, o EXTRA pediu para especialistas classificarem 15 atividades de acordo com o risco de propagação do vírus e ainda darem sugestões para reduzir o perigo de contágio. Munido de informações (veja na tabela abaixo), você poderá escolher o que fazer e como se proteger da doença.

— A análise de risco leva em consideração fatores como a possibilidade de aglomeração de pessoas em um determinado local, a duração da estadia e a interação dessas pessoas entre si, a quantidade de pessoas presentes, a produção de gotículas e sua permanência no ambiente — explica Ana Helena A. Figueiredo, infectologista do Grupo Iron.

Uma mesma atividade, por exemplo, pode ser considerada de baixo ou de alto risco a depender da combinação destes fatores.

— A ida ao shopping, por exemplo: se a pessoa vai pontualmente fazer uma compra e logo sai do estabelecimento, sem aglomeração em lojas, o risco de contaminação é bem menor do que comparado a uma situação em que a pessoa passa horas dentro do local, transitando entre diversas pessoas e por praças de alimentação cheias. Portanto, é uma atividade que pode se tornar de alto risco — alerta Celso Granato, infectologista do Grupo Fleury.

Enquanto não houver vacina e controle efetivo da propagação do vírus no Brasil e no mundo, será preciso tomar alguns cuidados para mitigar os riscos de contaminação, como detalha Alberto Chebabo, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Infectologia e infectologista dos laboratórios Sérgio Franco:

— Para qualquer atividade, deverão ser mantidas as recomendações de distanciamento social, uso de máscara e higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool em gel.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.