Coronavírus: Sem força política, Nordeste de Amaralina segue sem medidas restritivas; população cobra da Prefeitura

O crescimento desenfreado no número de casos do novo Coronavírus vem assustando os moradores do Complexo Nordeste de Amaralina. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde, já são 289 casos divididos entre Nordeste, Santa Cruz, Vale das Pedrinhas e Chapada do Rio Vermelho.

Ainda segundo o SMS, a região apresentou um crescimento 52% no número de casos, em relação ao que fora apresentado no balanço publicado na semana passada. Entretanto, o bairro segue fora das medidas restritivas da Prefeitura de Salvador, que assiste passivamente a escalada da doença no bairro. Falta de força e apadrinhamento político são apontadas como uma das causas pelo “esquecimento” do poder público em relação ao bairro.

“Cadê as medida restritivas? Com menos de 1/3 disso fecharam o Uruguai e outros locais. Eu fico é besta só observando isso… Cajazeiras continua o mesmo inferninho.Porque que é diferente? Eu trabalho no Uruguai e lá não precisou de nada disso para que fossem adotadas as medidas. A prefeitura está preocupada só com o Centro e os outros bairros que lutem, é??? E tem que procurar onde está a incoerência. Só acho…Tem alguma coisa errada aí…”, disse uma moradora, que preferiu não se identificar.

“Na verdade essa falta de assistência com nossa região é histórica, o complexo do Nordeste de Amaralina só é lembrado em decorrência da marginalidade infelizmente. Os líderes comunitários da região tem que correr atrás da imprensa e prefeitura”, disse outro.

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU