Filha registra decepção de pai com fracasso em vendas e gera onda de solidariedade

Após perder emprego, homem usou seguro para comprar máquina de lanches no Rio; quando imagem viralizou, salgados esgotaram

(Foto: Natália dos Santos/Twitter)

A estudante Natália Cristina dos Santos, 16 anos, usou as redes sociais para fazer um desabafo, no último dia 5, que acabou viralizando e, de uma certa forma, começando a resolver o problema dela e de seu pai, Agrinaldo dos Santos, 51.

Ela registrou a frustração do pai, que não teve sucesso em seu primeiro dia de negócio: venda de salgados e bolos na Praça do Sossego, no bairro Pantanal, em Duque de Caxias, no Rio.

“Esse homem da foto é meu pai, homem simples que já tentou de tudo nessa vida. Já foi pedreiro, já tentou ser vereador kkk, já tentou ser famoso, já foi manteiro e até cobrador de ônibus. Infelizmente, nesse último emprego dele, ele foi despedido”,

 comentou Natália na legenda da foto compartilhada no Twitter.

“E o último salário dele, ele investiu em máquinas pra fazer lanches pra vender na rua, temos de TUDO!!! Hoje foi nosso primeiro dia na pracinha perto da nossa casa vendendo, e na foto de cima, é ele pensativo por não ter vendido nada hoje”, continua a jovem, que também afirma acreditar que “tudo tem um propósito, e que nada é em vão”. “Estamos lutando, e sei que Deus é justo”, finalizou ela.

A imagem viralizou nas redes sociais, tendo mais de 90 mil retuítes, além de mais de 200 mil curtidas.

Poucos dias depois, o negócio engrenou, com direito até a filas para comprar os salgados, que chegaram a esgotar. 

COMPARTILHAR
Voz das Comunidades
No ano de 2005, época em que a mídia tradicional nem se quer mencionava o que existe de bom nas favelas e os verdadeiros problemas sociais que os moradores enfrentam no dia-a-dia, foi quando um menino de 11 anos de idade, aluno de uma escola municipal, decidiu criar um jornal pra comunidade do Morro do Adeus, uma das 13 que formam o Conjunto de Favelas do Alemão, pra mostrar tudo o que acontecia na sua comunidade.