Centenária do Nordeste de Amaralina: Conheça a história de Vó Maura de 106 anos.

Em 1914, o mundo vivia tempos tenebrosos com o inicio da Primeira Guerra Mundial que abrangeu até 1918, considerada como uma guerra tão longa e de proporções catastróficas. Nessa conjuntura mundial, nasce no Brasil, na Bahia, em Santo Amaro da Purificação, Maura dos Santos, sendo criada no Terreiro de Jesus até os seus 11 anos.

Segundo seus relatos da época ela foi *escrava (mesmo após mais de 20 anos da Abolição da Escravatura), onde conta que ‘‘ via o dia virar noite’’.  Não teve oportunidade de estudo, aprendeu a ler através de jornais que os patrões jogavam fora nas casas em que trabalhou como empregada doméstica. Ela cresceu dentro de um cenário conturbado como: Gripe Espanhola que matou mais de 50 milhões de pessoas(1918),  Crise Mundial 1929, Golpe de 30( Getúlio Vagas no Poder-1930).

Em 1960 è fundada a capital do Brasil no Centro Oeste do país pelo então JK(Brasília), nesse mesmo ano Maura veio morar no Nordeste de Amaralina, no Areal.  Católica desde o seu nascimento foi uma das fundadoras do Apostolado da Oração do Santo André, Vale das Pedrinhas.

“Uma mulher cheia de fé com um coração repleto de amor. Foi membro ativo da Paróquia Santo André até os 96 anos mais ou menos, participando ativamente das nossas atividades, sendo membro do Apostolado da Oração. Depois deste tempo, continuou de sua casa participando de Grupos de Oração que a visitava, e ela correspondia ativamente. Até o ano passado lia a Bíblia sem óculos, o que nos alegrava bastante, atualmente faz uso continuo dos óculos, não dispensa a leitura da Palavra de Deus, nem, a Oração do Santo Terço diariamente. A Comunidade São Pedro Nolasco, todos os domingos levam a Sagrada Comunhão na casa dela. Celebrou com muita alegria os seus 100 anos de vida na Matriz São André, um exemplo de vida para todos nós paroquianos’’, comenta Ana Castro líder religiosa do Nordeste de Amaralina.

Foi no Alto do Areal que a anciã desempenhou as funções de pai e mãe criando seus 2 filhos, 16 netos, 17 bisnetos e 11 tataranetos. Querida por todos da comunidade foi apelidada de “vó Maura”. Com total lucidez a centenária do Nordeste de Amaralina tem como atividade predileta descrever suas vivências ao longo dos seus 106 anos para os seus familiares e vizinhos. Como é o caso de Camila de Jesus quem sempre que pode reserva uma hora do seu dia a fim de receber a bênção e prosear com a idosa. 

“Uma senhorinha cheia de amor no coração. Que viveu em tempos difíceis, mulher negra,  guerreira, sempre trabalhou desde a sua infância, em minhas conversas com ela, ela sempre me diz que foi alfabetizada na casa que trabalhava com apenas 06 anos de idade, na casa de dona Sinhá.  Percebo nesta fala o sistema escravocrata que persistia em nosso país, mesmo anos depois da abolição.  Através da narrativa oral torna evidente. Eu tenho a dizer que ela é uma vovozinha de um coração grande, cheio de amor que sempre nos abençoou e nos abençoa até hoje, cheia de luz. Fora a inspiração e todo aprendizado que nos passa. È uma oportunidade especial. Não tenho palavras para dizer o quanto amo essa menininha de 106 anos, que tem um abraço aconchegante”, assegurou a admiradora.  

Para finalizar, a anciã manda uma mensagem especial para os moradores do Nordeste: Estudem! Procurem aprender. Valorize a educação. O bem mais precioso do homem é o conhecimento, leva para sempre. Não tive essa oportunidade”, conclui.

Por Luis Lago

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.