Bahia confirma 477 mortes por COVID-19 e o Nordeste em clima de festa

Enquanto a Bahia registrou 17 mortos e mais 305 novos casos relacionados a covid-19, além de 17 mortes, nas últimas 24 horas, o que se vê em todo o complexo do Nordeste de Amaralina é um verdadeiro clima de fest. Pessoas sem amor ao próximo e indiferentes aos 447 óbitos já ocorridos na Bahia desde o início da pandemia estão na rua comemorando o feriado que foi antecipado para justamente conter as pessoas em casa.

Os dados sobre o novo coronavírus no estado fora atualizados pela Secretaria da Saúde (Sesab) nesta segunda-feira (25). Ao todo, há 14.204 infectados notificados, com 477 óbitos.

No domingo (24), eram 13.899 diagnósticos totais da covid-19 na Bahia, com 460 fatalidades. Com os novos números desta segunda, o aumento registrado foi de 2,19% em relação aos contaminados e de 3,69% aos falecimentos.

De acordo com a Sesab, apesar das 17 mortes terem sido registras nas últimas 24 horas, referem-se a um período de 20 dias. A Secretaria determinou que a Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e a Corregedoria apurem as responsabilidades e circunstâncias que levaram a notificações tardias aos órgãos de vigilância.

Entre os 14.204 casos confirmados, 3.965 pessoas já são consideradas recuperadas, o que representa 27,91% do total. Já 9.762 pacientes ainda apresentam sintomas e permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica (68,72%). O boletim registra ainda que 2.106 profissionais da saúde tiveram resultado positivo para a covid-19 no estado.

Os infectados foram registrados em 249 cidades do estado, com maior proporção em Salvador (63,02%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram de Uruçuca (4.483,65), Ipiaú (3.967,48), Itabuna (3.930,16), Salvador (3.084,59) e Itajuípe (2.830,51).

As 17 mortes notificadas nas últimas 24 horas aconteceram, em sua maioria, em Salvador, com 13 óbitos. Os outros óbitos ocorreram em Remanso, Sobradinho, Ipiaú e Castro Alves. A vítima fatal mais jovem registrada no período foi um homem de 48 anos, portador de doença do sistema nervoso. Já a mais velha, uma mulher de 96 anos, que tinha hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular, doença respiratória, doença renal crônica e doença do sistema nervoso.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.