Zeferinas: documentário sobre a luta de moradoras da comunidade Guerreira Zeferina é lançado em Salvador

Filme mostra superação de mulheres e famílias que viviam em condições desumanas naquela que já foi a Cidade de Plástico.

Foi lançado hoje (13), em evento para convidados no Espaço Glauber Rocha, na Praça Castro Alves, em Salvador, documentário que conta a história de luta de moradores da comunidade Guerreira Zeferina, antiga Cidade de Plástico, no bairro de Periperi.

O filme, de média-metragem, dirigido por Márcio Cavalcanti (“Sou carnaval” e “Bahia, minha vida”), é uma realização da Prefeitura de Salvador com produção da agência Propeg. Com quase 25 minutos de duração, a obra faz um paralelo entre as guerreiras do tempo presente (Cassileide, Tâmara, Vanda e Miriã), que têm uma história de superação, com a heroína do passado, que é a inspiração para o nome da comunidade que se transformou após a construção do conjunto habitacional.

As gravações duraram dez dias. Desses, foram nove dias de filmagens na comunidade e um dia para a reconstituição histórica, gravado no Parque São Bartolomeu.

Para o diretor, o maior desafio foi criar um elo entre o presente e o passado. “Quando a gente cruza essas histórias, ela só se fortalece. Elas estão aí vivas por conta disso, porque alguém lutou no passado. Essas guerreiras estão aí e a gente acaba não contando essas histórias”, comentou Cavalcanti sobre a importância de explorar a realidade das mulheres da comunidade Guerreira Zeferina.

A atriz que atuou como Zeferina Quilombola, Edvana Carvalho, 50, disse que aceitou o trabalho imediatamente após ouvir o nome Zeferina. “É necessário que a gente tenha registros das mulheres negras que lutaram nesse país. Essa luta não é de agora”, afirmou. Para a atriz, o documentário vai servir como base de estudo em escolas e universidades. “Vamos ter referência de onde procurar essas histórias”, disse.

O prefeito ACM Neto esteve presente para o lançamento do filme e comentou sobre a construção do conjunto habitacional, no qual o filme é fundamentado. “As mulheres que moram nessa comunidade são verdadeiras guerreiras, que acreditaram há muitos anos que poderiam realizar o sonho de morar em um lugar digno. Esse é o conjunto habitacional mais bonito do Brasil, de natureza popular”.

O documentário está disponível para ser assistido através do site.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.