Você espera o carnaval chegar pra ser vadia?

Após as comemorações do final de ano, os organizadores de blocos retomam os preparativos para o Carnaval 2018. De hoje até o dia 7 de fevereiro, data que marca a entrega das chaves ao Rei Momo, o Nordeste de Amaralina será palco de diversos eventos para divulgação de blocos.  O morador já pode começar a pensar se vai curtir no seu próprio bairro ou vai viajar. No fundo sempre é melhor curtir próximo de casa.  Nada melhor que pular no circuito oficial Mestre Bimba com amigos e familiares sem correr nenhum risco. Só vale lembrar das vaciladas dos carnavais passados para não repetir este ano.

“Já curti carnaval em tudo que foi lugar. Na Ilha, em Madre de Deus, no Campo Grande, na Barra, até mesmo em Recife, mas hoje eu não troco o carnaval do Nordeste por lugar nenhum. Tem uma galera aí que não tem dinheiro para pode ir para a Barra, para o Centro, então é melhor curtir no bairro mesmo”, contou Luís Souza, 26. “Meu filho, sabe Os Toalhas, eu sou a maior vadia daquele bloco. Durante o ano, eu fico recatado, mas no carnaval eu sou a vadia mãe”, disse ao ser questionado se ele esperava o carnaval chegar para ser vadia.

A expectativa é que neste ano seja montada uma infraestrutura melhor para a realização da festa, contando com banheiros, barracas, organização do trânsito e dos fios. “Rapaz, isso aqui é coisa de maluco no carnaval. É gente que não respeita a sinalização e fica passeando de carro no circuito oficial. Banheiro ano passado foi bem fraco, só tinha na Olivep, minha mulher teve que urinar entre os carros. Sem falar nos diabos dos fios. Teve trio que até poste derrubou. Se ficar desse jeito eu prefiro ficar é em casa”, relatou Fernando Sampaio, 32, sobre as precariedades da organização passada.

Mas, antes da folia dos adultos, a festa também terá espaço para as crianças. “Adoro os blocos infantis do bairro. Antes levava meu guri no Algodão Doce com Carla Perez só para ele sentir um pouco da alegria que é o Carnaval, mas hoje eu não dou um tostão aquela ordinária. Aqui no Nordeste é custo beneficio”, disse Tamires Santos, 27.

Gays, lésbicas, bissexuais e transexuais superam diariamente os obstáculos da sociedade e sabem se divertir em grande estilo. No carnaval do Nordeste de Amaralina, também não é diferente. Diego Nunes, 24, disse que é igual à Pabllo Vittar, não espera o carnaval chegar para ser vadia. “Oxe! Ano passado mesmo, peguei vários. Saí em todos os blocos de transvestidos do Nordeste bancando o hétero e me esfregando nos novinhos, no final, eu peguei foram vários contatos e estão aí até hoje. Logo eu, a rainha da escola de samba vai se passar. Eu não sou babado, meu amor. E para aqueles que não aceitam um recado: Aprendam uma coisa, sou gay, não gripe para te contaminar, aceita as minas, as monas, os manos, só aceita!”, finaliza.

Desde já, levantamos a campanha do respeito. Afinal, no Carnaval, tudo pode acontecer. Tenha isso em mente e curta à festa. E deixe os outros curtirem. Apostar na tolerância é a dica de ouro. E claro, use camisinha. No calor do momento, aquela paixão louca pode acabar fazendo você esquecer de se cuidar. E a lembrança do Carnaval 2018 pode não ser muito boa se acabar em DST. Sem falar em uma gravidez indesejada.

A programação oficial será divulgada em breve aqui no portal. No mais, como diria Chico Buarque: Tô me guardando pra quando o carnaval chegar

COMPARTILHAR