Sindicato dos rodoviários explica lentidão em coletivos: “Dispositivo que as empresas colocaram nos veículos”

Segundo o Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia, o dispositivo foi implantado pelas empresas e tem caráter comportamental

Foto: Jefferson Peixoto / Agecom

Ao perceber uma lentidão incomum em alguns ônibus públicos de Salvador, um leitor do Varela Notícias questionou alguns rodoviários para saber o que ocorria. Segundo o leitor, cinco motoristas lhe afirmaram que havia um sensor nos veículos controlando a velocidade dos coletivos.

Segundo o diretor de Comunicação do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia, Daniel Mota, o sensor na verdade é um dispositivo que as empresas colocaram nos veículos para alertar os motoristas quando passassem da velocidade permitida:

“É um sensor que mede a velocidade e freadas bruscas dos veículos. É comportamental, para que o motorista não pratique excessos. Foi um equipamento implantado pelas empresas.”

A telemetria é um dispositivo implantado nos ônibus para medir e rastrear informações dos automóveis. Através deste dispositivo as empresas conseguem obter dados comportamentais sobre a conduta de cada motorista no trânsito.

Segundo Daniel, o dispositivo está apresentando falhas técnicas em alguns veículos, emitindo o sinal sonoro em situação indevida. Segundo ele, o dispositivo foi implantado há alguns meses e todos os rodoviários passaram por treinamento em sala de aula para aprender sobre a telemetria.

Até o fechamento da reportagem, a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) não se pronunciou.

Fonte: Varela Noticias

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.