Salvador registra as 24 horas mais chuvosas do ano

Choveu quase todo o esperado para o mês de julho

(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Nas últimas 24 horas, Salvador registrou 173,2 milímetros de chuva, o que fez com que fosse o período mais chuvoso do ano até agora. O volume de chuva foi tão alto que quase chegou a todo o índice médio previsto para o mês de julho, que é de 175 mm. As chuvas causaram acúmulo acima de 130mm em seis pontos da capital baiana: Alto do Peru (173,2mm), Bom Juá (149,2mm), Nova Brasília (133,2mm), Rio Sena (130,3mm) e Fazenda Coutos (130,0mm).

“A variação de nebulosidade sobre a capital está sendo ocasionada por instabilidade associada à frente fria, vinda da região Sudeste, que resultam em chuvas acompanhadas de rajadas de vento”, explica o subcoordenador de Monitoramento e Análise das Ações Climáticas e Sistemas de Alerta da Codesal, o meteorologista Ricardo Rodrigues.

Para terça-feira, a ordem é continuar atento: a previsão é de que o tempo continue parcialmente nublado, podendo chover a qualquer momento.A temperatura irá variar de mínima de 22º até máxima de 28º.

“A frente fria está se afastando de Salvador e se dirigindo para os estados de Sergipe e Alagoas, sendo que a perspectiva é que o tempo comece a melhorar. Ainda assim a chuva permanecerá, mesmo que fraca na capital baiana, de modo que a Codesal estará de alerta às demandas da população por meio do telefone gratuito 199”, afirma o diretor geral da Defesa Civil de Salvador, Sosthenes Macêdo.

O diretor geral afirma que apesar dos transtornos causados, não houve registro de casos mais graves referentes a deslizamentos de terra. “Ainda assim é necessária uma atenção maior nas áreas de risco, principalmente aquelas que constam do Sistema de Alerta e Alarme da Codesal, como nas regiões do Bom Jua, Vila Picasso, Mamede. Sempre que algum deslizamento de terra ou rachadura forem percebidas, o morador deve imediatamente contatar a Defesa Civil”.

Até às 17h30 de hoje, a Codesal registrou 234 solicitações. Foram 21 alagamentos de imóveis, 44 ameaças de desabamento, duas ameaças de desabamento de muro, 25 ameaças de deslizamento, 15 árvores ameaçando cair, 14 árvores caídas, quatro avaliações de imóveis alagados, um desabamento de imóvel, quatro desabamentos de muro, 15 desabamentos parciais, 72 deslizamentos de terra, sete infiltrações, cinco orientações técnicas, duas pistas rompidas e três postes ameaçando cair.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.