Rainha das Mudanças: Moradora da Santa Cruz dribla dificuldades e se torna empreendedora de sucesso.

Jovem transforma brincadeira de infância em um empreendimento lucrativo.

Quem em algum momento não se deparou, andando nas ruas da comunidade ou nas redes sociais, com uma garota de cabelos exóticos? Tranças verdes, black roxo, rosa, ou até cabelo raspado loiro. Trata-se na verdade da jovem, estudante Elidijane Cardoso, mais conhecida como a Rainha das Mudanças. “Não ligo para comentários, me empodero cada vez mais. Somos livres, sejamos!”, exclama a jovem. Elidijane teve uma infância difícil. É a mais velha de três irmãs. Teve que amadurecer cedo, pois enquanto sua mãe saia para trabalhar em um salão de beleza para trazer o sustento da casa, ela assumia a responsabilidade de cuidar das irmãs mais novas. “Exerci um papel de muita responsabilidade muito cedo, ajudei a cuidar das minhas irmãs. Porém nunca deixava de sonhar e almejar um futuro promissor”, destaca.

Mas ninguém imaginava que o sonho da “Rainha das Mudanças”, de se tornar uma grande cabeleira, começou quando era ainda uma criança. ”Uma vizinha tinha o hábito de trançar meus cabelos, e usava uma fita (guardo até hoje como recordação). Em um desses dias, resolvi ir de frente ao espelho e desfazer e tentar refazer. Uma brincadeira de infância. Dali em diante comecei a tomar gosto pela coisa. Passei usar minhas irmãs como cobaias e fui aprimorando com o tempo. Minha mãe trabalhava como cabeleira via no olhar dela o amor  que tinha em transformar as pessoas e isso fez aumentar mais a paixão pela área”, relembra.

Com o passar do tempo e com a entrada da vida adulta a brincadeira de infância tornou-se algo sério. Sua mãe montou um salão de beleza e Elidijane viu a oportunidade que tanto aguardava.  ”Passei a ajuda-la no salão, além de transformar as clientes, aproveitava para fazer uma transformação no meu cabelo. Daí surgiu as mudanças inusitadas. Sempre buscava fazer algo de novo. Fui ganhando destaque na comunidade e fora. As pessoas passaram a se inspirar nas minhas transformações, se tornaram minhas clientes. Passei a divulgar meu trabalho nas redes sociais. Criei vídeos interativos, enquetes, quiz. Uma forma de cativar meus admiradores e também levantar o auto estima das pessoas para serem livres e romper os ditos padrões impostos pela sociedade. Tenho muitos seguidores que me acompanham. Meu direct, Messenger, zap zap, lotam de pessoas desabafando sobre o quanto emponderavam-se com minhas atitudes.”, diz.

Atualmente a garota coleciona mais de 20 transformações. Com essas grandes mudanças rendeu um apelido pelas suas clientes e seguidoras. “Sou conhecida na comunidade carinhosamente como a “Rainha das Mudanças”. Amei o titulo, pois mudar sempre foi minha marca registrada, está no meu DNA. Já fiz varias transformações, cada uma mais impactante que a outra, tive tranças verdes, cabelos blacks de quase todos os tons, já alisei, deixei careca, sendo uma das transformações que mais impactou. No total foram 21 grandes mudanças. Fui a pioneira na comunidade. Lancei tendência. Acredito que inspiro várias meninas da comunidade. Quebrei um paradigma de usar apenas blacks preto, e ditei tendências de vários outras cores. Como: rosa, roxo, azul, lilás e outros. Sempre gostei de ditar moda, uma forma de dizer que somos pessoas livres e podermos ser felizes da forma que nos cabe. Porque não mudar uma duas, três ou quatros? Somos livres. Uma onda de emponderamento. Ganhei seguidores, adeptos e clientes”, comenta.

Quem acha que foi sempre fácil para a “Rainha das Mudanças” engana-se. “Via através da mudança pelos meus cabelos o levantar de uma bandeira de liberdade. Somos livres e porque não mudar quando quiser? Podemos sim, e sempre. Porém, destaco que não foi fácil e não vai ser. Influencio muitas pessoas, mas existe descriminação em todas as partes e setores. Já fui humilhada na rua, nas redes sociais, duramente. Passei e passo por diversas formas de discriminação. Nas ruas olhares reprimindo. Lembro-me de um caso que fiquei muito triste: uma  certa vez quando aderir a blacks coloridos várias pessoas me criticavam na minha cara, com duras palavras, e muita das vezes vinha da própria família. Mas isso só me dava força e impulsionava a ter outras ideias e criar mais ainda. Temos que ser felizes como nós achamos que deve ser, olho no espelho e me sinto bem, isso que importa. ”, desabafa.

Buscando pleitear um desafio maior na sua vida profissional , a jovem tenta se qualificar em um ensino superior e expandir seus conhecimentos e levar ainda mais profissionalismo para suas clientes, mas a insegurança quase a fez desistir do sonho e perder uma grande oportunidade. “Comecei a pensar em fazer um curso superior na área, trilhando mais uma batalha na minha vida. Com o fim do ensino médio comecei a me dedicar horas e mais horas na madrugada debruçada em livros e sites para conseguir passar em uma vaga na dura concorrência de um curso de esteticista, meu sonho. Mas a insegurança batia. Uma determinada faculdade privada de Salvador ofertou 50 vagas para os melhores no curso de esteticista. Totalmente desmotivada, pois acreditava que tinha pessoas bem mais preparadas e inteligentes que eu. Mesmo sem esperança fui fazer a prova, não acreditava no meu potencial. Minutos antes da prova vinha um turbilhão de questionamentos na minha cabeça, será que dou conta? Será que vou ser mais uma da família a cursar um ensino superior ? Esqueci todos os pensamentos e foquei e disse: Vou vencer! Acabei sendo agraciada. Além de ficar entre as 50, fiquei entre as 10 melhores. Muita alegria. Hoje digo para todos:  Acreditem em cada um de vocês, isso tem poder.”, comemora.

Diante dos dilemas de cursar um ensino superior e conciliar com seu trabalho a jovem demostra-se otimista e guerreira. ”Não é fácil conciliar os estudos com o trabalho, mas acredito que vou vencer mais essa. Só me orgulho de ser uma jovem negra periférica do Nordeste de Amaralina que luta para fazer a diferença e que seja motivo de inspiração para todos. Os problemas vêm e virão, mas temos que enfrentá-los para conseguir a vitória. O segredo da força vem do carinho que encontro dos meus amigos, seguidores e familiares que a cada dia me incentivam com palavras afetuosas e carinho para prosseguir sempre”, comenta.

A jovem garante que têm muitos outros sonhos para realizar. “Tenho muitos sonhos, um deles talvez o maior até então é montar um salão grande para desenvolver meu trabalho. E desejo ter uma ala exclusiva para as crianças para que elas possam aprender e desenvolver seus talentos e acreditar no poder dos sonhos assim como eu fiz um dia. A palavra desistir não insistir no meu dicionário, acredite e sempre persista, todos nós podermos”, conclui.

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.