Polêmica no ‘BBB 19’, ronco pode fazer mal à saúde

Por Evelin Azevedo, da Agência O Globo

O ronco de Rodrigo e de Gustavo foi o motivo da primeira discórdia do “BBB 19”. Incomodada com o barulho, Isabella convocou a casa para discutir a situação. Como as causas do ronco são variadas, qualquer pessoa é passível de roncar, tanto que dias depois, a loura foi flagrada roncando.

— Esse problema é a expressão sonora de alguma obstrução de via aérea. Pode ser do nariz, da garganta e até mesmo do tórax. Os dois principais motivos desta obstrução são o peso elevado e doenças como rinite e sinusite — explica Sérgio Pontes, pneumologista da Aliança Instituto de Oncologia.

O cansaço é outro motivo que pode levar uma pessoa a roncar, assim como o uso de remédios para dormir ou relaxantes musculares. Isso ocorre porque os músculos das vias aéreas ficam relaxados e acabam dificultando a passagem de ar, fazendo barulho.

O ronco se torna mais um problema para quem dorme próximo do que para o próprio roncador. Mas, quem ronca com frequência pode sofrer também de apneia do sono, que é quando a pessoa para de respirar enquanto dorme.

— Nesses casos, é importante procurar inicialmente a ajuda de um otorrinolaringologista para estudar a anatomia da região da garganta, para ver o que pode ser feito. Nessa região há inúmeras estruturas que podem estar aumentadas e gerar ruído com a passagem de ar — comenta Walter Gomes Filho, pneumologista da Policlínica Granato.

Quem sofre de apneia do sono deve procurar um especialista o quanto antes, já que as crises podem desencadear problemas sérios de saúde. — Quando o nível de oxigênio cai e o de gás carbônico sobe, o corpo libera adrenalina e isso aumenta a frequência cardíaca e respiratória para equilibrar a situação. Quem tem apneia pode ter dificuldade de perder peso, além de pressão alta e diabetes — exemplifica Andrea Bacelar, neurologista e presidente da Associação Brasileira do Sono.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.