Ônibus pago pelo celular? Começam testes em linha da capital

(Arisson Marinho/CORREIO)

Depois dos coletivos com ar-condicionado, outra novidade começou a circular pelas ruas de Salvador. Quem anda de ônibus vai poder, agora, pagar a passagem através de um aplicativo no celular. O Vá de Buzu começou a ser testado nas ruas da cidade nesta segunda-feira (26), e mais de 1,5 mil baianos já transformaram seus celulares em uma espécie de cartão de passagem.  A novidade veio junto com a circulação do ônibus elétrico, também em teste.

Os testes da nova ferramenta começaram na linha 1567-1, que liga Vista Alegre à Barra, passando por Fazenda Coutos, que traz uma novidade também no próprio carro, já que está rodando com o ônibus elétrico. Quem decidir usar o celular para pagar a passagem até Vista Alegre terá, ainda, uma grata surpresa: poderá viajar de graça. Na fase de testes, a instalação do aplicativo gera um bônus de R$ 100 que pode ser consumido até o próximo dia 30, apenas nessa linha. 

“Trata-se de mais um avanço que estamos testando a partir de agora para o sistema de transporte de Salvador, visando criar mais benefícios para os usuários através do uso da tecnologia. Salvador tem sido referência nisso. Testamos o aplicativo  numa linha de ônibus  exclusiva para o Semana do Clima para iniciar os testes do app, e agora estamos colocando numa linha convencional do sistema. A partir daí vamos analisar a possibilidade de expandir em outros ônibus”, observou secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Fábio Mota, ressaltando que ainda não há prazo definido para que as duas novidades entrem em operação.

Se a avaliação for positiva, o app poderá ser utilizado como mais uma opção de cobrança de passagem ao usuário do sistema de transporte público, sem excluir as demais. “O objetivo agora é fazer um estudo dessa nova plataforma de cobrança”, afirmou.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.