Neojiba seleciona integrantes para Coro Juvenil e Orquestra

O resultado com a relação dos candidatos selecionados deve ser publicado até o dia 4 de fevereiro no site neojiba.org

Até a próxima quarta-feira (31), o programa Neojiba realiza audições públicas no Teatro Castro Alves (TCA) para a seleção de novos integrantes ou permanência dos atuais membros da Orquestra Castro Alves (OCA), em 2018, e do Coro Juvenil, para os próximos dois anos. Este ano, 250 inscritos concorrem a 168 vagas, sendo 106 vagas para a orquestra do TCA, que recebe interessados com até 23 anos, e mais 62 vagas para o Coro Juvenil, que contempla adolescentes e jovens entre 15 e 25 anos. O resultado com a relação dos candidatos selecionados deve ser publicado até o dia 4 de fevereiro no site neojiba.org.

Os candidatos aprovados durante o processo de seleção irão integrar as atividades desenvolvidas pelo programa no Teatro Castro Alves e nos Núcleos do Neojiba. Cerca de 4,6 mil crianças, adolescentes e jovens já participaram do programa no estado. O Neojiba foi criado pelo Governo do Estado em 2007 e faz parte das ações da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), tendo como diretor o maestro e pianista Ricardo Castro.

O coordenador das audições da OCA, Alexandre Guimarães, explica que o potencial de desenvolvimento de cada um dos candidatos também é avaliado durante o processo de seleção. “Além das questões técnicas específicas musicais, como o domínio da rítmica e da técnica do instrumento, a gente também avalia o potencial que a gente enxerga nesse aluno para que ele cresça na OCA e se desenvolva musicalmente aqui. Olhamos também um pouco para o futuro e se o aluno tem o tempo necessário para se dedicar ao projeto”, esclarece.

Cada um dos integrantes do Neojiba recebe uma bolsa-auxílio para participar das atividades do programa e tem a oportunidade de se tornar um multiplicador do aprendizado que adquiriu. Segundo o diretor musical do Neojiba, Eduardo Torres, os participantes que demonstrarem aptidão pedagógica poderão fazer parte da equipe de disseminação do modelo social e pedagógico do programa nos Núcleos de Prática Musical. “Eles são selecionados e capacitados em pedagogia, ensino e multiplicação. O nosso lema é de que aprende quem ensina e a partir disso conseguimos promover o crescimento de cada um dos participantes do programa”.

Núcleos

Além do núcleo central que funciona no TCA, existem mais 11 Núcleos de Prática Musical distribuídos no estado. Na capital baiana, também há os centros do Neojiba no Bairro da Paz, Federação, Liberdade, Nazaré, Nordeste de Amaralina, Pirajá e na Península de Itapagipe. Outros núcleos estão instalados nas cidades de Feira de Santana, Porto Seguro, no distrito de Trancoso, Simões Filho e Vitória da Conquista.

COMPARTILHAR