Moradoras da Santa Cruz criam campanha para combater preconceito contra síndrome de Down.

Inspirados por matéria do NES jovens criam campanha contra preconceito.

Uma matéria publicada pelo NORDESTeuSOU na quinta-feira (10) contando a rotina da pequena Valentina Oliveira, bebê de apenas 10 meses de vida, portadora de síndrome de down que virou ícone do Instagran, ganhou grande repercussão na internet e fora dela. Um grupo de estudantes de Comunicação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), denominado “Doces Bárbaros”, inspirados pela matéria, abraçaram a causa e juntos lançaram a campanha: “Desmistificando a sidrome de Down”.  A iniciativa consiste na criação de cards para a internet falando sobre alteração genética. A equipe é composta por Adriele do Carmo, Jessica Nunes e Lucas Matos(sendo que as duas primeiras citadas são moradoras da Santa Cruz).

“Sinto-me gratificada por ter tido a oportunidade de saber um pouco mais sobre as causas de problemas como a Sindrome de Down e o Autismo. Estou muito empolgada em passar para as pessoas essas desmistificações. Crescemos numa sociedade repleta de rótulos e preconceitos, e poder contribuir para essa desconstrução deixa-me mais motivada a seguir esse caminho”, comenta Jéssica Nunes de 22 anos.  Para Lucas Matos, 21 anos, o poder da união dos jovens pode surtir grande efeito: “Desconstruir síndrome de down é a prova que quando a juventude se une em prol de alguma causa saem coisas muitos boas. Nós podermos fazer muito e teremos ferramentas gratuitas que possibilitam isso. Sinto-me muito feliz em poder contribuir com a causa”.

Saiba mais:

Síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, é uma alteração genética causada por um erro na divisão celular durante a divisão embrionária. Os portadores da síndrome, em vez de dois cromossomos no par 21, possuem três. Não se sabe por que isso acontece. Em alguns casos, pode ocorrer a translocação cromossômica, isto é, o braço longo excedente do 21 liga-se a um outro cromossomo qualquer. Mosaicismo é uma forma rara da síndrome de Down, em que uma das linhagens apresenta 47 cromossomos e a outra é normal.

 

Fonte: drauziovarella.uol.com.br/

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.