Meio Ambiente: você descarta seu óleo comestível de forma correta?

Você sabia que existe um local apropriado na comunidade para descartar óleo de cozinha?

Todo mundo sabe, ou deveria saber, que o óleo comestível, normalmente chamando de óleo de cozinha, possui reciclagem. Mas ainda restam muitas dúvidas por ai: como descarta-los, por que não podemos jogá-lo na pia ou nos bueiros? Quais os tipos de óleo de cozinha? O que podemos fazer com o óleo de cozinha usado? Como armazená-lo?

No preparo das refeições um dos principais aliados das donas de casa é o óleo de cozinha, mas pesquisas apontam que a substância é considerada o vilão do meio ambiente. Para se ter uma ideia do seu potencial danoso, alguns estudos revelam que o descarte incorreto de um litro do “óleo usado” pode contaminar até um milhão de litros de água. Ao atingir o solo, ele facilita a sua impermeabilização, fazendo com que não absorva tanto a água das chuvas e,

consequentemente as enchentes sejam mais frequentes.

Os efeitos negativos também se estendem para atmosfera, pois quando o óleo de cozinha usado se decompõe ocorre a emissão de metano, um gás que também causa o efeito estufa. Com o desejo de diminuir os prejuízos e sensibilizar a comunidade do Nordeste de Amaralina no que tange o descarte do óleo de cozinha de maneira que não agride o meio ambiente, a Paróquia Santo André juntamente com ReciclASA (Ação Social Arquidiocesana) fornece um recipiente para o seu descarte de forma que será recolhido e será utilizado para produção do biodiesel.

“O intuito é evitar o despejo desse resíduo de contaminação na pia ou no solo. Com essa atitude devemos contribuir de forma direta para o bom funcionamento das redes de esgoto e para saúde dos nossos córregos, lagoas, praias, e cuidando da nossa Natureza, criação de Deus”, explica a paroquiana Maria Santos.

Para fazer o descarte é necessário dispor o óleo já frio em uma garrafa pet, depositar no recipiente que se encontra na Paróquia Santo André, Vale das Pedrinhas, no horário comercial, de terça a sexta-feira. A preservação da mãe natureza começa com pequenas atitudes diárias, que fazem toda a diferença. A responsabilidade social e a preservação ambiental significam um compromisso com a vida. Abrace a causa!

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.