Jovem músico do Nordeste, é o mais novo acadêmico da UFBA.

Caio integra a Orquestra Juvenil da Bahia

Nascido e criado na região do Nordeste de Amaralina, Caio Brito, de apenas 17 anos, foi um dos alunos do projeto  “Estrelas Musicais”. Além de participar da principal formação de programa NEOJIBA, traz em seu currículo diversas experiências em turnês internacionais. Na Europa teve a oportunidade de se apresentar em uma das salas de concerto mais renomada do mundo: a “Philarmonie” em Paris.

No bate-papo com o NES, Caio fala sobre sua carreira e fala sobre o desafio de iniciar a formação de Bacharel em Instrumento como Violoncelista na Universidade Federal da Bahia.  “Me preparei bastante para a prova e no dia, minutos antes, uma das cordas do meu instrumento partiu, mas acredito muito em Deus e pude ver sua bondade. Um dos candidatos se ofereceu para compartilhar comigo seu instrumento e puder ser avaliado e aprovado; agora meu foco é estudar e alcançar ainda mais”, conta Caio.

NES – Quando se deu início ao gosto pela música?

Caio – Desde de criança sempre gostei de qualquer estilo musical, lembro que ainda pequeno ganhei um CD com gravações com várias peças para piano, e aí veio o primeiro contato com a música clássica.

Quem são seus maiores motivadores?

Toda minha família que sempre me apoiou e deu o suporte que pôde, pois é bom ser vitorioso, mas quando se tem ajuda e incentivo se torna mais fácil. E à todos que fazem parte da Igreja Batista da Renovação-Boqueirão que sempre me dão todo o apoio e sempre presentes nas minhas apresentações.

Alguém do campo da música em que você se inspira?

Existem muitas pessoas que marcaram/marcam minha vida ao decorrer dessa trajetória, então procuro sempre um pouco de cada e trago para mim.

Qual seu maior sonho agora?

No meio de tantos minha meta agora é estudar e me capacitar pra alcançar mais e mais, para que em luta, eu possa transformá-los em realidade.

 

COMPARTILHAR
Wesley Teixeira
Acadêmico de Psicologia, YouTuber, fotógrafo e Web Repórter do NES