I Sarau das Artes Santa Cruz reuniu grandes talentos da comunidade.

Primeira edição do Sarau Artes Santa Cruz, aconteceu na última sexta-feira (01) reunindo grandes talentos do Nordeste de Amaralina.

Aconteceu na última sexta-feira (01), a primeira edição do “Sarau das Artes Santa Cruz”, que reuniu oficiais, bate papo, música, poesia, dança espaço de beleza(onde foram feitas tranças nagôs e turbantes), na escola Teodoro Sampaio. O evento foi fruto do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante de comunicação Social com habilitação em Relações Públicas da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Adriele do Carmo e teve como objetivo potencializar a arte e a cultura do bairro da Santa Cruz através da comunicação. Apresentação ficou por conta de Denny Silva, contando ainda com as participações da fundadora e coordenadora nacional do Movimento Vai Ter Gorda, Adriana Santos; a Miss Plus Size do Bahia, Thaís Carine; os rappers Grandão e Jhon Kortez, Mr. Armeng e o youtuber e repórter do Nordesteusou, Wesley Teixeira.

“O evento traz mais uma forma de resistência, representatividade. Não só da mulher preta, mas também um evento que traz a questão da poesia, da cultura. As resistências, as lutas que a gente trava diante todo o racismo que vivemos enquanto preto, gordo, lésbica, homossexual e todas as coisas que estão fora dos padrões da sociedade. Então, eventos como este são importantíssimos, e devem se repetir para que a gente possa se empoderar e saber mais os significados de todas as coisas e tudo que está acontecendo com nosso país, e principalmente reforçar a importância  destes eventos em espaços de comunidades periféricas”, pontua Maiara Silva (Sarau das Onças).

O professor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Rodrigo Soares, destaca o quão são importantes estas ações para comunidade: “A minha presencia hoje é, mas para direcionar a aluna Adriele como ela pensou o evento, como está a execução, venho com esse olhar no processo. Ela vem construindo essa ideia do “Sarau das Artes Santa Cruz” e por trás uma concepção de um tipo de evento que podem ser realizados em bairros. Está sendo uma descoberta, tive poucas passagens pelo bairro… Destaco que devemos ter um olhar mais atento a meio de comunicações que saiam do meio tradicional e aqui tem projetos que realiza essa via. É importante para podermos nós enxergamos nestes meios. Sair um pouco do tipo de comunicação padronizado, pasteurizado e nos ver nestes outros espaços. É importante que o Nordeste de Amaralina fale de si mesma quanto bairro e não o outro falar dele, um pouco nesta perspectiva de que esse evento expressa uma realidade local”, diz.

Em tom de muita alegria a mãe da estudante descreve a emoção do trabalho da filha: “Estou muito feliz, não consigo descrever essa emoção. Minha filha sempre foi uma pessoa dedicada, quando foca, no que deseja, segue em frente. Mesmo que tenha uma pedrinha no caminho, sempre persistindo. Tenho orgulho dela desde pequena, ela é assim uma pessoa valente, amorosa e determinada. Motivo de orgulho para nossa família. Além disso, o trabalho dela é uma forma de valorização da comunidade, pois existe muita coisa boa e pessoas boas, esperando mostra seu talento e não poderia deixar de escolher lugar melhor de concluir o seu curso”, emocionada Edneuza do Carmo.

*Matéria supervisionada pela repórter Tiago Queiroz

COMPARTILHAR
Luis Lago
Amante da Literatura, apaixonado pelas Letras. Discente de Letras Vernáculas e Língua Inglesa, poeta, escritor , blogueiro, professor e Repórter do site NES.