Homem é agredido por guarda municipal durante blitz em Salvador; assista

Corregedoria do órgão vai apurar denúncia; PM estava no local

A abordagem violenta de um agente da Guarda Civil Municipal (GCM) a um motociclista, durante uma blitz no bairro do Caminho das Árvores, em Salvador, será investigada pela corregedoria do órgão. A informação foi confirmada após um vídeo, que circula nas redes sociais, mostrar o servidor municipal dando socos e pontapés no homem.

A GCM informou que tomou conhecimendo da denúncia na tarde desta terça-feira (11), e que a Corregedoria do órgão vai apurar o caso, por meio de Processo Administrativo Disciplinar (PAD). A pasta ressaltou “não compactuar com nenhum tipo de violência.”

Nas imagens, dá para ver quando o homem, na tentativa de correr, atravessa entre os carros e é perseguido pelo agente – que continua a sessão de agressões.

A ação, que aconteceu durante uma blitz da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), na manhã desta terça, é presenciada por outros quatro guardas e, ao menos, dois policiais militares.

O comunicado informa ainda que o órgão solicitou que a Corregedoria faça o levantamento de todas as informações relativas à operação que estava sendo realizada, e a identificação dos agentes presentes.

A ação, que aconteceu durante uma blitz da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), na manhã desta terça, é presenciada por outros quatro guardas e, ao menos, dois policiais militares.

O comunicado informa ainda que o órgão solicitou que a Corregedoria faça o levantamento de todas as informações relativas à operação que estava sendo realizada, e a identificação dos agentes presentes.

Apalpado
À Record TV, a vítima, que trabalha como motoboy, informou que foi revistada de forma inadequada pelo guarda. Ele explicou que foi apalpado com força nas partes íntimas, e pediu para que o agente fosse mais devagar. Nesse momento, houve um desentendimento e ele acabou sofrendo a série de agressões.

A reportagem procurou a Polícia Militar, mas não obteve retorno. Por meio de sua assessoria, a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) afirmou que a vítima ainda não prestou queixa do caso. A pasta informou também que não comentaria o assunto, pois “a Guarda Civil Municipal não pertence à SSP-BA”.

 

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.