Guarda interrompe destruição de ovos de tartaruga em Amaralina

Ao todo, 120 ovos foram resgatados nas areias da praia

Cerca de 120 ovos de tartaruga que estavam sendo destruídos por populares na praia de Amaralina, em Salvador, foram resgatados pelo Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa) da Guarda Civil Municipal e encaminhados ao Projeto Tamar, no Litoral Norte.

De acordo com informações da Guarda, o resgate ocorreu na última terça-feira (11), quando uma equipe da Gepa foi acionada para atender a ocorrência, na altura do Largo das Baianas. Lá, a equipe constatou que uma espécie da tartaruga de pente havia realizado a desova no local.

Imediatamente os Guardas Civis iniciaram os procedimentos para recolher os ovos”, informou o órgão em nota.

De acordo com informações do supervisor Robson Pires, cerca de 120 ovos de tartaruga marinha foram salvos e encaminhados ao Tamar, em Praia do Forte, localidade da cidade de Mata de São João, onde foram colocados em área de praia protegida de possíveis predadores.

“Nessa época, as tartarugas marinhas no estado da Bahia começam a desovar e Salvador é um grande berçário para estes tão importantes animais silvestres”, informou Pires.

Ele também explicou que os agentes do Gepa são treinados anualmente pelo Tamar, no que tange ao resgate de tartarugas marinhas e identificação de ninhos destes animais, além dos procedimentos adequados a serem adotados.

Caso a população identifique tartarugas marinhas desovando em Salvador, acione a Guarda Civil, pelo telefone (71) 3202-5312, para que os procedimentos necessários sejam realizados.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.