Governo inicia obras do VLT e do tramo 3 do metrô em dezembro

Também está prevista para dezembro a assinatura da ordem de serviço de construção do tramo 3 da Linha 1 do metrô (Foto: Camila Souza/GOVBA)

As obras estruturantes de mobilidade urbana que estão aproximando os bairros de Salvador e garantido mais qualidade de vida aos baianos continuam sendo realizadas pelo Governo do Estado, sendo este o maior investimento já feito no setor nos últimos 30 anos da capital baiana. A próxima entrega, programada para o primeiro trimestre de 2020, é mais uma etapa da Linha Azul, corredor de trânsito que faz a ligação entre os bairros de Patamares e Lobato. O novo trecho da linha a ser entregue, que está com obras em fase de conclusão, vai ligar a avenida Suburbana, na altura do bairro do Lobato, até a BR-324, próximo à estação do metrô de Pirajá.

Com investimento total previsto de R$ 647 milhões, a Linha Azul é um dos corredores transversais que aproxima a orla atlântica de Salvador ao Subúrbio Ferroviário, com extensão de 12 quilômetros. A obra é executada pela Conder, companhia vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), e já teve a maior parte concluída. Em setembro de 2014, foi concluída a duplicação dos 3,3 quilômetros da Avenida Pinto de Aguiar. Também já foram concluídos e entregues, em março de 2018, pelo Governo do Estado, os dois túneis duplos que passam sob a Avenida Paralela e ligam a Pinto de Aguiar à nova Gal Costa, avenida que também será duplicada. Neste elo entre as duas vias, está a estação de metrô de Pituaçu.

Após a conclusão de todas as intervenções da Linha Azul, a previsão é que o deslocamento entre Patamares e Lobato dure cerca de 20 minutos. Quando concluída, esta linha irá se configurar como uma das maiores avenidas de Salvador, junto com a Paralela (18 quilômetros, inaugurada em 1974) e a Suburbana (14 quilômetros, inaugurada em 1971).

Linha Vermelha
Segundo grande corredor transversal construído pelo Governo do Estado, a Linha Vermelha faz a ligação entre Piatã e Paripe, também por meio da avenida Paralela e da BR-324, com extensão total de 20 quilômetros. O primeiro trecho já concluído foi a duplicação da Avenida Orlando Gomes até a Avenida Paralela, inaugurado em junho de 2016. Três meses depois, o Governo inaugurou o sistema viário BR-324/Águas Claras. Em abril de 2019, foi a vez de entregar aos baianos o trecho da avenida Paralela até a Aliomar Baleeiro (Estrada Velha do Aeroporto), batizado como Avenida 29 de Março, cujo investimento foi de R$ 288 milhões. As três etapas da Linha Vermelha foram resultado de um investimento de cerca de R$ 550 milhões.
Junto com o metrô de Salvador e o VLT, estes dois corredores transversais geram novos vetores de desenvolvimento na capital. As intervenções têm conclusão total prevista para 2020.

VLT
Em dezembro, será assinada a ordem de serviço para construção do VLT (Veículo Leve de Transporte) do Subúrbio, com previsão de funcionamento da fase 1 já em 2020. Esta etapa compreende 19,2 quilômetros, com 21 estações e vai ligar o bairro do Comércio, na cidade baixa da capital, até a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), atravessando todo o Subúrbio Ferroviário de Salvador. Na fase 2, que liga a região de São Joaquim até o Acesso Norte (integração com o metrô), estão previstas cinco estações.

Com capacidade para transportar, confortavelmente, cerca de 156 mil usuários por dia, o VLT será mais um modal de transporte para melhorar a mobilidade urbana da população em Salvador. Rápido, seguro e movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes prejudiciais ao meio ambiente, o monotrilho será equipado com sistema de ar condicionado e wi-fi.Metrô
Também está prevista para dezembro a assinatura da ordem de serviço de construção do tramo 3 da Linha 1 do metrô. Esta obra acrescentará 5 quilômetros ao sistema, indo até Cajazeiras, com duas estações – em Campinas de Pirajá e Águas Claras -, facilitando ainda a integração à futura Estação Rodoviária e às linhas de ônibus que circulam pelos corredores transversais.
O contrato de concessão com a CCR Metrô Bahia ainda prevê uma extensão da Linha 2, que ganhará mais uma estação (Lauro de Freitas), após a estação Aeroporto. No entanto, para que se iniciem os estudos para implantação da estação, é necessário um gatilho, que é a manutenção da média de seis mil passageiros, em horário de pico, na estação Aeroporto durante seis meses.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.