Festival Virada Salvador terá 28 shows e 70h de música; veja atrações

A contagem regressiva para o Festival da Virada já começou. Nesta terça-feira (11), o prefeito ACM Neto anunciou a grade das 27 atrações que já estão confirmadas e vão se apresentar nos cinco dias da festa, que começa no dia 28 de dezembro e termina no dia 1º de janeiro, na Boca do Rio. Além dessas 27, o prefeito informou que haverá uma 28ª atração que fará show no primeiro dia do ano. O nome ainda não foi divulgado.

O gestor destacou a diversidade de artistas e disse que a prefeitura buscou associar artistas novos com outros tradicionais. “Temos aqui atrações para todos os gosto e todas as idades. Essa é uma característica desde a primeira edição do festival, misturar ritmos e estilos para todos os gostos” afirmou.

Quem fará a contagem regressiva, mais uma vez, será Ivete Sangalo. Ela e a cantora Daniela Mercury são as únicas da grade que estão no festival desde a primeira edição. Para evitar as reclamações de que a queima de fogos não dava para ser vista da Arena, este ano serão dois pontos e 15 minutos de apresentação.

Veja a lista de atrações que foi antecipada pela coluna Alô Alô:

Dia 28 – Milton Nascimento, Claudia Leitte, Bell Marques, Xand Avião e Harmonia do Samba.
Dia 29 – Devinho Novaes, Zezé di Camargo & Luciano, Luan Santana, Durval Lelys, Léo Santana e Mano Walter.
Dia 30 – Igor Kannário, La Furia, Anitta, Jorge & Mateus, Matheus & Kauan e Ferrugem.
Dia 31- Lincoln & Duas Medidas, Wesley Safadão, Alok, Ivete Sangalo, Psirico e MC Kevinho.
Dia 1- Danniel Vieira, Mariene de Castro, Daniela Mercury e Netinho

Prefeito ACM Neto anuncia grade oficial de atrações em evento do Teatro Gregório de Mattos
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

A expectativa é de que 2 milhões de pessoas participem dos cinco dias de festa na Arena Daniela Mercury em área de 55 mil metros quadrados. Desses, 460 mil são turistas  – um aumento de 7% em relação ao evento anterior.

Reforço em serviços 
Para quem vai curtir a festa de transporte público, por exemplo, a melhor opção será utilizar uma das 38 linhas de ônibus que compõem uma frota de 400 veículos e abrangem os principais pontos da cidade. A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) vai prolongar o horário de atendimento dessas linhas, além de disponibilizar 56 veículos extras da frota reguladora, com itinerários distribuídos pelas três áreas da cidade – Orla, Centro e Subúrbio -, de acordo com a demanda.

Entre 28 e 30 de dezembro haverá 43 linhas circulando diariamente com horários prolongados, das 16h até 5h da manhã do dia seguinte. Neste mesmo período, 56 veículos extras da frota reguladora serão disponibilizados diariamente, entre 22h às 5h, nas imediações do evento e na Estação da Lapa. Já no dia 31, as 43 linhas irão prolongar o atendimento até às 7h da manhã.

Para o festival, será criada a linha Estação Pituaçu x Boca do Rio, visando atender aos usuários que utilizam o metrô e desejam se deslocar até o evento. Nesse caso, serão 18 veículos operando das 18h até meia-noite. Já no dia 31de dezembro, essa linha irá operar com uma frota de 36 veículos. O ponto de embarque e desembarque ficará na Rua Simon Bolivar, em frente à farmácia Drogasil.

Os usuários do transporte que utilizam as linhas de ônibus sentido Centro contarão com dois pontos de ônibus para embarque e desembarque na Avenida Octavio Mangabeira, em frente ao antigo restaurante Agdá. Ou o ponto, na mesma via, em frente ao restaurante Iemanjá. Já para as linhas sentido Itapuã, os passageiros poderão utilizar o ponto situado na Avenida Octavio Mangabeira em fronte ao Iemanjá. Ou o ponto provisório, na Praça Osório Vilas Boas.

Fiscalização
Outra opção para não perder a folia é optar pelos micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec). O serviço vai contar com frota de 300 veículos, operando até às 5h da manhã. Durante todo o período da festa, 140 agentes da fiscalização de transporte estarão nas ruas. Além disso, a Semob vai realizar o monitoramento em tempo real de todas as linhas por meio do Centro de Controle Operacional (CCO).

O ponto de taxis situado na Avenida Octavio Mangabeira, nas imediações do evento, no sentido Itapuã e em frente ao Imeja, estará sinalizado com blimp. Para o segundo ano do serviço legalizado, os usuários do serviço de mototáxi contarão com um ponto nas imediações do evento, logo após o ponto de táxi, na Avenida Octavio Mangabeira, em frente ao Imeja.

Na área restrita serão permitidos apenas os mototaxistas regulamentados pela Prefeitura. Durante o evento, a Semob, por meio da Coordenadoria de Táxis e Transportes Especiais (Cotae,) irá coibir e autuar o mototaxista que não estiver de acordo o regulamento.

A Transalvador montou uma operação de trânsito na região do antigo Aeroclube. Assim como no ano passado, não será realizada interdição do tráfego de veículos na região, e os esforços estarão concentrados na segurança dos pedestres e na mobilidade do trânsito na Avenida Octávio Mangabeira, tanto sentido Itapuã quanto Pituba.

Serão instalados painéis de mensagem, faixas e banners nos dois sentidos da via principal, para orientação do público sobre a travessia de pedestres, embarque e desembarque, pontos de ônibus, táxi e mototáxi, e sobre locais onde é proibido parar e estacionar.

A partir das 14h, viaturas estarão posicionadas em locais estratégicos para iniciar o acompanhamento e ordenamento do trânsito na região. A operação será realizada de forma mais ostensiva a partir das 17h, horário previsto para o início do movimento de chegada do público para o início dos shows, marcado para 18h. A fiscalização será intensificada no entorno do evento, para evitar paradas e estacionamentos irregulares na Avenida Octávio Mangabeira. Haverá 13 pontos fixos de fiscalização. Além disso, serão implantadas quatro áreas para fiscalização em rondas, nos bairros do Stiep, Boca do Rio e Pituaçu.

Perímetro de segurança
Entre o Aeroclube e o Parque dos Ventos será criado um perímetro de segurança, que contará com a presença ostensiva de agentes da Transalvador. Parada e estacionamento de veículos estarão proibidos, exceto transporte público, que terá pontos específicos de parada devidamente identificados. Gradis de ferro serão instalados ao longo da via, a fim de direcionar o fluxo de pedestres para pontos específicos de travessia, próximos às entradas do festival, garantindo a segurança destes e evitando que atravessem de forma desordenada e interferindo na fluidez do trânsito. Monitores de tráfego também estarão presentes para auxiliar os agentes de trânsito na proibição de parada e estacionamento de veículos neste perímetro.

Estacionamento
Serão disponibilizadas aproximadamente 1.200 vagas de Zona Azul ao longo da Avenida Octávio Mangabeira, ao valor de R$20. O condutor poderá optar por adquirir as cartelas em papel com os guardadores ou utilizar os apps da Zona Azul Digital. Será possível estacionar na região do Jardim de Alah, nos bolsões de estacionamento em frente ao restaurante Cubanakan e do Hotel Alah Mar; Av. Octávio Mangabeira, sentido Itapuã, na faixa à direita entre o Jardim de Alah e o supermercado WallMart; nos bolsões em frente ao Parque de Pituaçu, sentido Pituba, e em frente às quadras na Boca do Rio, sentido Itapuã; e na Octávio Mangabeira, sentido Itapuã, a partir do cruzamento com a avenida Jorge Amado. Na área interna do antigo Aeroclube serão disponibilizadas 500 vagas.

A parada e o estacionamento de veículos estarão proibidos em ambos os sentidos da Avenida Octávio Mangabeira, nos trechos em frente ao Aeroclube e o Parque dos Ventos. Já o estacionamento estará proibido na Avenida Octávio Mangabeira, ambos os sentidos, a partir do restaurante Iemanjá até o cruzamento com a avenida Jorge Amado; nos dois sentidos da Avenida Simon Bolívar; na rua Carimbamba; na Avenida Yemanjá, sentido Pituba, em frente às edificações; e nos dois sentidos da Avenida Jorge Amado, entre a Rua da Amendoeira do Jardim Imperial e a orla.

Área de desembarque 
O embarque e desembarque de passageiros de veículos particulares deverá ser realizado em locais específicos para isso, ambos na Avenida Octávio Mangabeira. No sentido Itapuã, haverá uma área reservada para isso nas imediações do restaurante Iemanjá. Já o sentido Pituba, o embarque e desembarque de passageiros deverá ser feito a partir do campo de futebol ao lado do colégio Imeja.

Guarda Civil Municipal
No Festival Virada Salvador 2019, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Salvador irá contar com 550 agentes por dia. Os guardas atuarão com a proteção dos equipamentos públicos, ações de prevenção à violência, patrulhamento preventivo e apoio aos órgãos do município. Os servidores receberam diversas capacitações ao longo do ano, inclusive com preparação para grandes eventos, tendo como orientação uma atuação equilibrada e próxima ao cidadão.

Unidades de saúde próximas
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) contará com mais de 100 profissionais envolvidos no Festival Virada Salvador 2019. Serão 20 leitos equipados com suporte avançado de vida e duas ambulâncias de prontidão para o transporte imediato de possíveis ocorrências com maior gravidade. O módulo assistencial – semelhante ao montado durante o Carnaval – instalado para o evento funcionará dos dias 28 a 31 de dezembro, das 18h às 6h do dia seguinte. Em 1º de janeiro de 2019, funcionará das 14h às 2h do dia seguinte.

As equipes serão compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além dos demais profissionais que atuarão no fluxo administrativo do módulo. Outros 14 postos de urgência e emergência 24 horas do município (entre UPAs e Pronto-Atendimentos) e o SAMU 192 funcionarão todos os dias, ininterruptamente, servindo de retaguarda para as ocorrências de maior complexidade.

O Pronto-Atendimento Alfredo Bureau, no Marback, terá equipes reforçadas para servir de referência nos casos que demandarem avaliação com especialistas e/ou exames complementares.

Proteção social 
A Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) trabalhará durante o Festival Virada Salvador com equipes formadas por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, educadores sociais e pessoal de apoio para identificar e evitar situações de vulnerabilidade e risco social, como o trabalho infantil e a exploração sexual infanto-juvenil.

Com o objetivo de combater a violação de direitos de crianças e adolescentes durante o Réveillon, através de ações articuladas com o poder público e sociedade civil organizada, a atuação da pasta estará apoiada nos seguintes eixos: abordagem e cadastramentos das crianças e adolescentes e seus familiares identificados em situação de trabalho infantil; inclusão dessas famílias em programas e benefícios socioassistenciais; campanha de sensibilização da sociedade sobre as consequências do trabalho infantil e da exploração sexual de crianças e adolescentes; e colocação de pulseiras de identificação em crianças que estejam na companhia de pais ou responsáveis.

Com a campanha de combate ao trabalho infantil “Criança não é Mão de Obra”, a Semps disponibilizará uma estrutura de 33 profissionais distribuídos em três equipes por dia que atuarão no Festival Virada Salvador 2019 e adjacências. Outra equipe de 23 profissionais farão abordagens nos locais adjacentes ao evento realizando abordagem social à população em situação de rua e de vulnerabilidade e risco social.

Os familiares de crianças e adolescentes encontrados em situação de trabalho infantil, e que estejam dentro do perfil proposto pelos programas, serão incluídos no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e no Cadastro Único para Programas Sociais (Cadúnico). No caso de crianças e adolescentes de outros municípios, os cadastros serão encaminhados para a Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, para garantir acompanhamento das famílias no processo de regionalização socioassistencial.

Rede de acolhimento
A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), vai implantar um espaço de convivência para crianças e adolescentes de 0 a 17 anos para o Festival Virada Salvador 2019. Uma alternativa muito bem-vinda, por exemplo, para vendedores ambulantes que possuem filhos e não têm onde deixá-los enquanto trabalharão no evento. A unidade de acolhimento estará disponível na Escola Municipal Luiza Mahin, situada na Avenida Simon Bolívar, Boca do Rio. O local prestará atendimento para até 100 crianças, entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro de 2019.

A garotada terá direito a seis refeições diárias, brincadeiras e atividades lúdicas. A estrutura montada terá equipe composta por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e educadores sociais, além da equipe de coordenação da SPMJ. Quem quiser deixar a criança lá basta se dirigir à escola portando Certidão de Nascimento do menor, RG e comprovante de residência, além dos documentos do responsável legal.

A SPMJ também vai montar uma operação para atender e dar suporte às mulheres vítimas de violência durante o festival. Essa estrutura contará com o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (CAMSID) e o Centro de Referência Loreta Valadares, que oferecerão todo apoio e assistência necessária.

Ordenamento e iluminação 
A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) atuará em várias vertentes no Festival Virada Salvador 2019. No ordenamento e fiscalização do comércio de rua, serão 40 bases com 80 agentes. Serão 500 vagas para trabalho dos ambulantes disponibilizadas para o evento. Além disso, a Semop vai atuar no combate à poluição sonora com 22 agentes.

Outra área de atuação da Semop será na iluminação pública, com a instalação de 1.250 projetores e 1.350 luminárias. Serão 8,3km de iluminação complementar, e 160 profissionais envolvidos neste setor. Já a Salvamar, também subordinada à Semop, irá atuar com 3 bases elevadas no entorno do evento, na parte litoral, tendo 30 agentes e uma moto aquática à disposição para casos de emergência.

COMPARTILHAR
Publicitário, Ativista Social e Fundador do Portal NORDESTeuSOU.