Esgoto expõe banhistas na praia de Amaralina

Como se já não bastasse os problemas de infraestrutura que há anos perseguem a praia de Amaralina, a temporada de chuvas acaba trazendo mais um inconveniente para aqueles que desfrutam do local: a exposição ao esgoto. É comum, embora absurdo, que durante essa época do ano, em virtude das chuvas, o despejo de detritos da rede sanitária na areia cause a formação de poços de esgoto. Na preamar (maré cheia) essa água contaminada faz ligação direta com a água do mar. Além da agua suja, do mal cheiro, do lixo e da exposição a diversos tipos de doenças, os ratos também fazem a festa no espaço.

De acordo com a Embasa “as grandes tubulações que despejam água diretamente nas praias não fazem parte da rede coletora de esgoto da instituição”. A empresa ainda salientou que a manutenção e fiscalização da limpeza urbana e das redes de drenagem cabem ao poder público municipal.

Iluminação x policiamento –  “É um absurdo! Faço minhas caminhadas diariamente na praia e gosto de tomar meu banho de mar… Isso prejudica, sobretudo, as crianças que desfrutam da praia e são mais suscetíveis a diversos tipos de doenças. E mais revoltante é que o problema está aí saltando aos olhos e o poder público simplesmente cruza os braços”, desabafa Manoel Jurandir, morador de Amaralina e frequentador assíduo da praia.  Outro problema salientado por Jurandir diz respeito à iluminação no espaço durante a noite. “A praia fica às escuras durante a noite. A orla toda é iluminada, menos aqui. Além disso, não temos policiamento na praia, diferente do que ocorre em outros bairros. Será que o tratamento dado à Amaralina é proporcional ao tamanho do seu colégio eleitoral?”, questiona o morador.

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU