“Ele ouviu minha voz e somente depois que eu falei tudo que tinha para falar com ele, o senhor levou”.

Após 25 dias internado, o garoto Davi de Carvalho, de 1 ano e 10 meses, acabou falecendo às 17h31 da ultima segunda-feira.

Junto com o filho  Davi, de apenas um ano, a jovem Dêmile de Carvalho, 21 anos, foi uma das vítimas da fatídica explosão de um botijão de gás ocorrida no Vale das Pedrinhas no dia 12 de abril. Quis o destino que Dêmile tivesse uma sorte diferente da do filho, que não resistiu e veio a óbito no final da tarde dessa segunda-feira (06). A dona de casa teve alta dez dias após o acidente e desde então passou a acompanhar a luta do filho.

 Ainda bastante abalada, porém alicerçada pela fé, Dêmile falou com a equipe do Nordesteusou: “Creio que a missão do meu filho foi cumprida aqui na terra. Tudo isso fez dele um guerreiro. Ele estava somente esperando ouvir a minha voz… Ele ouviu minha voz e somente depois que eu falei tudo que tinha para falar com ele, o senhor levou”.

Após 25 dias internado, o garoto Davi de Carvalho, de 1 ano e 10 meses, acabou falecendo às 17h31 de ontem. Davi, que estava internado no HGE, é a segunda vítima fatal do acidente. Na madrugada do último dia (22), Jorge Manoel de Jesus Souza, 50 anos, não resistiu e veio a óbito.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.