Professor é morto com tiro na cabeça no Complexo do Alemão

O professor dava aula para 90 jovens: 'Era referência na favela', diz mulher

O professor de artes marciais Jean Rodrigues da Silva Aldrovande, mestre da escola Maneco Team, foi morto na tarde de hoje com um tiro na cabeça durante um intenso tiroteio que surpreendeu moradores na entrada da Relicário, no Complexo do Alemão.

“Ele era um cara maravilhoso, ia participar de uma competição em Juiz de Fora, além de disputar o torneio do SESI e um campeonato brasileiro no próximo dia 25”, conta um amigo e vizinho do projeto.

De acordo com moradores, Jean, que seguia um dieta firme e estava focado nos treinos, caminhava em direção a escola de artes marciais onde era funcionário contratado pelo Ministério do Esporte quando foi baleado e morreu na hora.

A família do atleta encaminhou o recibo de pagamento de salário para evitar especulações e acusações indevidas.

COMPARTILHAR
Voz das Comunidades
No ano de 2005, época em que a mídia tradicional nem se quer mencionava o que existe de bom nas favelas e os verdadeiros problemas sociais que os moradores enfrentam no dia-a-dia, foi quando um menino de 11 anos de idade, aluno de uma escola municipal, decidiu criar um jornal pra comunidade do Morro do Adeus, uma das 13 que formam o Conjunto de Favelas do Alemão, pra mostrar tudo o que acontecia na sua comunidade.