Codecon autua estabelecimentos por preço abusivo do gás de cozinha

Ato pode resultar em multa, que varia entre R$ 600 e R$ 6 milhões

Nesta segunda-feira (28), três estabelecimentos foram autuados pela Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidos (Codecom), devido ao aumento nos preços do botijão de gás de cozinha e, também, por não apresentarem a tabela de preços visível para os clientes. No primeiro dia de operação, cincos pontos foram visitados nos bairros do Uruguai e Massaranduba, na Cidade Baixa.

Os cidadãos denunciaram os locais onde eram cobrados preços incompatíveis com os praticados antes da greve. Um dos estabelecimentos, por exemplo, vendia cada unidade por R$ 100, o que está bem distante da tabela sugerida pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), deveriam ser vendidos por valores entre R$ 50 e R$ 63 em Salvador e região.

As empresas autuadas têm até dez dias para apresentar a justificativa para a cobrança dos preços abusivos junto à Codecon. Caso as explicações não sejam aceitas pelo órgão, o ato pode resultar em multa, que varia entre R$ 600 e R$ 6 milhões.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.