Afoxé Bamboxê Homenageará a Pedra de Xangô

Uma homenagem à Pedra de Xangô. Esse é tema do desfile do afoxé Bamboxê no carnaval 2018.

A Pedra de Xangô é o símbolo litúrgico do rei de Oyó em Salvador e recentemente foi tombado pelo município como patrimônio material da cidade. Em 2018, o Bamboxê fará o seu 8° desfile no carnaval do Nordeste de Amaralina (Circuito Mestre Bimba).

“Com o tema Com a pedra de Xangô em nossas mãos, tomaremos o poder!, o Afoxé Bamboxê reafirma sua postura política perante sua existência, conclamando todo o povo de matriz africana a valorizar sua história, seus mártires em torno de uma unidade para a disputa do Poder, que ao longo destes séculos, nos foi retirado por um Estado elitista, racista, machista, homofóbico e financiador de violências. Na oportunidade, trilharemos juntos as estratégias para fazermos o maior e melhor desfile de nossa história, digno da gratidão que temos aos N?quices, Orixás e Voduns?, explica Almir Odun Ará, vocalista e um dos líderes do movimento.

AFOXE BAMBOXÊ – Criado em 20 de novembro de 2009, o Afoxé Bamboxê é formado por 12 músicos do Nordeste de Amaralina, praticantes do candomblé e umbanda, e cerca de mil associados. Além de renovar a cena cultural da cidade, o Bamboxê busca realizar atividades educativas e sociais, incluindo também as linguagens da dança, capoeira e resgate histórico da cultura de matriz africana na comunidade do Nordeste de Amaralina. Inspirados no simbolismo do Filhos de Gandhy (afoxé da paz) e na força transformadora do Ilê Aiyê e Malê Debalê, blocos afros com expressiva participação em suas comunidades de origem, a proposta do Bamboxê é sensibilizar as pessoas através da arte. Temas como o combate à violência, ao uso de drogas e à injustiça social estão presentes no repertório do grupo, que também busca a valorização da vida, da diversidade cultural e de gênero

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU