BRT: Embasa diz que, mesmo com pedidos, não teve acesso ao projeto do modal

Ontem, documentos do Inema revelaram que o órgão vetou o tamponamento de rios que passam pelo empreendimento

Foto : Max Haack / Agecom

Após afirmar que as obras do BRT de Salvador podem afetar a rede de saneamento e esgotamento sanitário da capital, a Embasa informou, em nota enviada ao Metro1, que tentou ter acesso aos documentos do modal, mas foi barrada pela prefeitura.

“Antes de enviar o parecer ao Inema, a Embasa fez várias solicitações de acesso ao projeto executivo do BRT à Prefeitura, mas não teve acesso ao documento”, diz nota recebida pela reportagem.

A empresa pública afirma ainda que a decisão contrária ao BRT foi tomada a partir de “informações obtidas em reuniões técnicas junto à empresa contratada pela Prefeitura para a execução da obra”.

“O parecer atende a solicitação do Inema e reflete questionamentos da Embasa quanto à integridade da infraestrutura e à continuidade da prestação dos serviços de água e esgoto na capital baiana diante da implantação do novo modal de transporte público”, indica.

Ontem, documentos do Inema revelaram que o órgão vetou o tamponamento de rios que passam pelo empreendimento.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.