Atleta morre após passar mal durante competição de natação em praia de Salvador

Homem passa mal em competição de natação em praia de Salvador — Foto: Arquivo pessoal

Por G1 Bahia

Um atleta de 50 anos morreu após passar mal durante uma competição de natação em Salvador, em uma praia na região do bairro da Gamboa, na manhã deste domingo (17). Ele participava do Campeonato Baiano de Maratonas Aquáticas no momento do incidente.

Outras duas pessoas também passaram mal durante o campeonato, mas não há informações sobre o estado de saúde delas.

De acordo com a assessoria do Corpo de Bombeiros, o atleta que morreu entrou em processo de afogamento. Ele chegou a ser socorrido pelos militares, que prestaram o primeiro atendimento.

A assessoria dos bombeiros informou ainda que a vítima foi levada para uma ambulância particular da organização do evento, que estava no local para prestar apoio.

Imagens gravadas por pessoas no local, mostram o momento em que Walter José Stanford passa por manobras de reanimação, em um barco. Instantes depois, ele é carregado em uma prancha e levado para fora da praia.

Atleta morreu após passar mal durante competição de natação em praia de Salvador — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Atleta morreu após passar mal durante competição de natação em praia de Salvador — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente da Federação Bahiana de Desportos Aquático (FBDA), Diego Albuquerque, confirmou a morte da vítima e disse que ele participava da prova.

A etapa da competição tem distância de distância de mil metros e faz parte da primeira etapa do Campeonato Baiano de Maratonas Aquáticas 2019, que é organizado pela FBDA.

A diretoria do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), por onde se tem acesso à praia, informou que a maratona é um evento organizado pela FBDA em parceria com o museu.

Disse que a parceria se dá no apoio logístico à equipe de organização da competição, como ajustes no acesso à praia e questões de infraestrutura que o museu possa ajudar no evento, como disponibilização de pontos de energia.

“Isso é muito triste. Eu fui ver a prova e, quando entrei, estava uma ambulância e muita gente. Os guardas contaram que o atleta tinha passado mal. Estava tudo muito preparado. É uma prova de profissionais. Foi uma coisa terrível. O MAM está consternado. Foi lamentável acontecer isso, disse o diretor do MAM, Zivé Giudice.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.