#OPINIÃO – Festival da Virada: mais um engodo da Prefeitura de Salvador

Por Tiago Queiróz

Na última sexta-feira, 13 (sim, no dia das bruxas), o prefeito ACM Neto anunciou à imprensa, os detalhes do megalômano “Festival da Virada” Salvador. Cinco dias de festa, atrações musicais para todos os gostos e estilos, vila gastronômica e muito mais. “O evento é gratuito”, gabava-se Netinho que não esqueceu do camarote (pago, é claro) para a turma da high society soteropolitana. O Festival, assim como acontece no carnaval, obedece à lógica da “festa para turista”, cabendo ao povo o papel de mero coadjuvante representado nas figuras dos vendedores de cerveja, espetinho e catadores de latinha. “É festa para inglês”, diz o ditado popular.

A grande confusão na porta da Secretária Municipal de Ordem Pública (SEMOP), hoje capitaneada pelo também vereador, Felipe Lucas, reforça a teoria acima citada. Desempregada, desesperada e com a bunda literalmente de fora, ambulantes dormiram na fila da sede do órgão municipal a fim de conseguir se cadastrar para trabalhar na região do brioso Festival. Em tempo: o cadastro para 600 vagas foi aberto na segunda-feira (16), pela internet, mas as vagas foram esgotadas cinco horas depois. Não à toa, Salvador lidera o ranking da desocupação entre as capitais do Brasil com taxa de 17,7% no 2º trimestre de 2019.

Enquanto isso, o prefeito e seus asseclas, alardeavam aos quatro cantos o caráter popular da festa que tem como tema a “diversidade”. “Quão democrático é a nossa prefeitura”, diriam os mais incautos. “Tolinhos”, responderiam os mais céticos. No Festival da Virada da prefeitura de Salvador a diversidade e a democracia, residem, única e exclusivamente, na teoria. Pois, na prática, reforça a relação de suserania e vassalagem, cabendo ao povo negro, pobre e da periferia sempre o segundo papel.  

* Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do site

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU