Por Yuri Anderson

Um dos maiores realitys da televisão brasileira, o Big Brother Brasil, que já tem sua 19° edição passada em rede nacional vem causando um grande alvoroço nas redes sociais. Em uma edição sem conflitos entre os participantes, o programa acabou ganhando notoriedade pela forte falta de desinformação, preconceito e intolerância religiosa de alguns participantes.

Foram registradas em algumas conversas entre os participantes Maycon Santos, Paula Von Sperling e Hariany Almeida insinuações preconceituosas sobre outros membros do mesmo reality. Como de costume, a Rede Globo de Televisão ao veicular essas falas e conversas preconceituosas não se preocupou em contextualizar toda a narrativa da conversa para que o espectador venha entender o que realmente aconteceu, soltando apenas trechos das conversas nos quais não deixam claro o porquê de participantes que lutam por questões debatidas entre eles ficassem em tal ponto de indignação, sucedendo para um público uma imagem ruim e “mimizeira” como algumas pessoas costumam chamar.

Embora alguns internautas estejam impressionados e até mesmo desacreditados com os comentários feitos dentro da casa mais vigiada do país, para uma boa parte da população não é uma novidade, o que está acontecendo é apenas um reflexo do que acontece em todas as cidades, bairros e municípios do nosso país, o preconceito por questões que envolvem o racismo, questões de gênero e questões religiosas ainda são muito fortes e presente da nossa sociedade.

COMPARTILHAR
Redação NES
NORDESTeuSOU.com.br, o Portal do Nordeste de Amaralina que tem o Objetivo de desfazer o mito de que a comunidade do Nordeste de Amaralina é dominada pelo crime, divulgando ações de esporte, lazer e entretenimento dentro da comunidade bem como notícias externas que direta ou indiretamente.