Clima de festa reinou em mais uma edição do Bailinho de Carnaval

Foi realizado nessa quarta-feira (19), o Bailinho de Carnaval da Escola Professor Bernardino Moreira e da 40ª CIPM. A festa contou com a participação de alunos da EPBM de algumas escolas da rede pública da comunidade. O premiado cantor e compositor Sandoval Melodia, o grupo Quabales, do Projeto Que Levada, da Fanfarra do Mestre Bal e da turma da Fit Dance. Fantasias, serpentinas e a alegria da criançada fez valer o real sentido do carnaval.

Homenageado em mural da EPBM, por conta da sua composição “Lendárias do Tempo”, feita em parceria com Romário Rocha, Sandoval Melodia falou sobre emoção de retornar à escola onde estudou.  “Emociona porque nesse chão que estou pisando aqui foi a minha infância. Eu estudei nesse colégio. Representar o Nordeste de Amaralina será sempre um orgulho. Nossa determinação é falar de amor. Em 1989, falamos: Não, não brigue, não mate, não morra, não. Porque a vida é preciosa não deixe passar, irmão”, explicou Sandoval.

Analis Moreira, Sandoval e Romário

“Lendárias do Tempo fala de todas as mulheres guerreiras. Esse carnaval é das mulheres”, completou o músico.

A diretora da EPBM, professora Analis Moreira, ressaltou o compromisso da instituição em trabalhar junto aos alunos a questão da valorização do sexo feminino, além de reverenciar “Melodia”.  “Sempre buscamos trazer à conscientização aos nossos alunos, principalmente no tema que hoje o Olodum traz através da música de Sandoval e Romário que é “Mãe, Mulher, Maria”. Sandoval que é um ex-aluno aqui da Bernardino. Então, mais do que justo homenageá-lo e fortalecer essa consciência em nosso alunos de valorar cada vez mais a mulher. Estamos hoje aqui para isso”.  

BCS – Representando a Base Comunitária de Segurança, a capitã Sheila Barbosa comemorou parceria com o EPBM e o resultado do evento.  “É o nosso terceiro Bailinho de Carnaval. Temos aqui a Escola Municipal José Calasans, a Arthur de Sales, a Maria Amália Paiva e o próprio Bernardino. Trouxemos bandas de peso como Quabales, o Que Levada e a Fanfarra do Mestre Bal…Isso tudo é fruto de um trabalho coletivo”.

Barbosa aproveitou ainda para salientar a importância entre polícia e comunidade: “Essa integração é fundamental para redução da criminalidade. O nome disso é prevenção. Acredito na frase de que a criança é futuro do Brasil”.

COMPARTILHAR
Tiago Queiroz
Graduado em Comunicação/Jornalismo, e exerce as funções de Editor e Coordenador de Jornalismo do Portal NORDESTeuSOU